Como o cuidado com os colaboradores pode ser definitivo para o sucesso da empresa
0

Retenção de talentos ajuda empresas a se desenvolverem enquanto alçam novas conquistas

Cada vez mais empresas estão abandonando a mentalidade de extrair o máximo de performance dos colaboradores sem garantir os cuidados que eles precisam. Afinal, muitas pesquisas nos ambientes corporativos apontam que a produtividade das empresas está diretamente relacionada com a qualidade de vida dos funcionários.

Por isso, alguns benefícios, como plano de saúde, convênio com academias, vale-refeição acima da média, entre outros, estão cada vez mais populares nos setores de recursos humanos das empresas.

Tudo isso visa melhorar a qualidade de vida dos profissionais, dentro e fora do trabalho, aumentando as perspectivas de lucro dos negócios ao reter grandes talentos e tornar a empresa um lugar mais atraente para perfis inovadores.

Prevenção diminui afastamentos

Além de ser um incentivo para que os talentos de uma empresa continuem oferecendo o seu melhor, o cuidado com o bem-estar e o incentivo à prevenção também evitam o afastamento por doenças. Estimule que os funcionários façam exames preventivos, tanto para oferecer o plano de saúde, quanto palestras falando sobre os cuidados que precisam ser tomados a respeito de diversos assuntos.

Com isso, seja pela redução do absenteísmo e dos afastamentos por doenças, ou por maior controle de recursos, as empresas sempre saem ganhando por cuidar do funcionário como um todo, não apenas no período em que eles estão em horário de trabalho.

Responsabilidade das empresas

O mercado de trabalho também é apontado como um dos responsáveis pelo adoecimento. Ambientes de alta competitividade e muita pressão levam os colaboradores a um alto nível de estresse, que muitas vezes se relaciona com quadros depressivos, ansiosos ou até mesmo de burnout – quando a pessoa começa a desenvolver sintomas psicossomáticos que a impedem de seguir com suas atividades mais básicas do dia a dia.

Com mudanças constantes, tecnologias disruptivas e metas cada vez mais desafiadoras, muitos trabalhos acabam sendo o motivo de adoecimento físico e mental. Se as empresas não fizerem nada para evitar esses problemas, os próprios empreendimentos poderão sofrer com a troca constante de funcionários e a dificuldade de dar continuidade aos trabalhos.

Em alguns casos, a empresa pode contar com a ajuda de um psicólogo institucional, que, diferentemente do psicólogo organizacional, trata-se de um profissional externo que apresenta um diagnóstico da empresa, a partir de uma visão de quem não está no dia a dia, ajudando a encontrar falhas e soluções para os problemas relacionados às questões humanas e processuais.

Amanda Mathias
Atua como assessora de imprensa, redatora e Link Builder na Conversion. Escreve sobre cidades, cotidiano, tecnologia, e-commerce e cultura.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar