'Coming-of-age' com sotaque nordestino

Seja pelos dramas morais e amorosos ou fatos divertidos e misteriosos, a adolescência é uma fase desafiadora, mas também de boas histórias para contar. O subgênero que acompanha o amadurecimento dos personagens do colegial para a fase adulta, o coming-of-age, ganhou sotaque nordestino na trama do escritor pernambucano Renan Valença, chamada O Livro de Ouro da Juventude.

A obra percorre o desenvolvimento de João VítorLilianaTiagoIsabelBernardoAnabel e Danilo em episódios que acontecem no colégio chamado AMAS e na Rua 14, em Recife (PE).  A trama começa em torno de um grande mistério: quem vandalizou o carro do professor Carlos? Todas as suspeitas caem sobre o rebelde João Vítor que nega o envolvimento. Para protegê-lo, os amigos de infância e colegas de turma unem-se em torno de um arriscado plano.

“A suspeita que pairava com intensidade sobre toda a comunidade do AMAS era por João Vítor. Alguns iam além e já davam a autoria como certa. Aquele nível de vandalismo era característico dele, diziam.” (O Livro de Ouro da Juventude, p. 17)

A partir do acontecimento, Renan conduz o leitor a um passeio pelo passado e presente dos protagonistas que reforçam estereótipos como: o maloqueiro, a evangélica, o militante, a esquisita, o esportista, a popular e o esquecido. Porém todos autênticos e com o lado moral e imoral revelado, por vezes conflitantes, mas que convivem em harmonia.

Nuances de uma amizade improvável entre os sete jovens, ao melhor estilo Clube dos Cinco, são reveladas neste romance que também mergulha em segredos, traumas e conflitos dolorosos e perturbadores, mas necessários para o crescimento dos personagens.

Ficha Técnica:
Título
: O Livro de Ouro da Juventude
Autor: Renan Valença
ISBN: 978-65-89339-22-9
ASIN: B09JKZBS74
Páginas: 454
Preço: R$ 65 (físico) R$ 15 (digital)
Link de vendahttps://bit.ly/livroourojuventude

'Coming-of-age' com sotaque nordestinoSobre o autor: Renan Valença é escritor, e morador de Recife (PE) desde os 12 anos quando saiu do Cabo de Santo Agostinho para estudar no Colégio de Aplicação da UFPE em 2003, a versão real e mais amigável do AMAS. Com o isolamento social a história por trás do O Livro de Ouro da Juventude foi tirada do papel e se tornou uma forma do autor se conectar com suas origens.

Redes Sociais:

www.instagram.com/rua14.rv

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.