Depois de versar sobre os desafios em manter uma paixão acesa no clipe de estreia “Fogo”, Caradura retorna com “Mentira”, um novo single onde a veia rock da banda se mistura ao seu perfil cômico para narrar uma sucessão de dissabores no amor. A canção chega com um clipe e está disponível nas principais plataformas.

Assista “Mentira”: https://youtu.be/_a4UZf8D_u4

Ouça “Mentira”: https://onerpm.link/816876532868

Embora busque inspiração na sonoridade do passado – da atmosfera hippie a pitadas de black music, de George Harrison a Jefferson Airplane -, “Mentira” é uma balada rock moderna sobre a inocente esperança da redenção através do amor. Essa narrativa casa com o espírito de Caradura, banda formada por Rogê Cabret e Sérgio Mastrantonio para trazer um olhar pop e acessível para canções sobre amores e desamores, sempre com uma veia rock pulsante.

Assista ao clipe “Fogo”: https://youtu.be/D_pq66naINs

“A banda Caradura é um trabalho que vem sendo gestado há algum tempo. Nossa ideia, desde o princípio, foi criar uma banda que fizesse canções com sonoridade do rock, mas acessível a qualquer ouvido e que falasse exclusivamente sobre o amor, seus sabores e seus dissabores, e sempre que possível, de forma leve e irreverente”, resume Rogê.

O projeto inaugura também novos alter egos para dois nomes de destaque da cena do Sul do país, buscando um recomeço sem amarras. Eles se conheceram de um modo curioso: em um aeroporto brasileiro, anos atrás. Sergio estava de mudança para a Europa e Rogê, no meio de uma viagem entre São Paulo e Buenos Aires. Em comum, seus vôos atrasados. Eles começaram a conversar para passar o tempo e surgiu uma amizade que ultrapassou as distâncias. No início do ano passado, ambos se reencontraram para começar o trabalho que há tanto tempo construíam à distância.

Com produção de Protásio Júnior (Humberto Gessinger, Duca Leindecker, Pouca Vogal), os singles, clipes e o álbum da Caradura foram executados através do Edital Criação e Formação Diversidade das Culturas realizado com recursos da Lei Aldir Blanc nº 14.017/20.

Assista “Mentira”: https://youtu.be/_a4UZf8D_u4

Ouça “Mentira”: https://onerpm.link/816876532868

 

Ficha técnica

Direção/produção: Caradura

Câmera: Tiago Garcia

Montagem/edição: Felipe Yurgel e Caradura

Videografismo: Cassiano Miranda

Design: Valder Valeirão [Nativu Design]

Assistência/Figuração: Ingrid Oliveira

Produção Musical: Protásio Jr. [Estúdio Canhoto]

 

Projeto executado através do Edital Criação e Formação Diversidade das Culturas

realizado com recursos da Lei Aldir Blanc nº 14.017/20.

 

Letra

 

A primeira vez que amei sofri

Na segunda eu quase fui feliz

Na terceira esqueci até de mim

 

Mas sempre tem um porvir

Talvez eu ame mais

Talvez eu cuide mais de meu amor

Talvez eu seja mais feliz

Mais feliz

 

Houve tempos que não sei porque

Eu vivi tentando esquecer

O amor que eu guardei e não te dei

 

Mas sempre tem um porvir

Talvez eu ame mais

Talvez eu cuide mais de meu amor

Talvez eu seja mais feliz

Mais feliz