0

Foto: Paula Fróes/GOVBA

O volume de Serviços avançou 4,8% na Bahia em setembro, em comparação com o mês imediatamente anterior, na série com ajuste sazonal. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (12) na Pesquisa Mensal de Serviços, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e sistematizada pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan).

“Essa é a segunda variação positiva consecutiva e a sexta taxa positiva no ano de 2020, inclusive bem maior do que o resultado nacional, que ficou em apenas 1,8%, na mesma base de comparação. É importante destacar que o período entre os meses de agosto e setembro foi marcado pela retomada gradual de algumas atividades, a exemplo da movimentação de passageiros urbanos, intermunicipal e nos aeroportos, funcionamento de serviços públicos e meios de hospedagem, colaborando para a expansão do setor e geração de emprego”, ressaltou o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro.

Os efeitos da pandemia sobre o setor de Serviços começaram a ser sentidos nos últimos 10 dias do mês de março e se aprofundaram nos dois meses subsequentes. Diante deste cenário, na comparação com setembro de 2019, o volume de Serviços na Bahia caiu 16,7%, o indicador acumulado no ano decresceu 18,4% e o indicador acumulado em 12 meses contraiu 14,4%.

No comparativo com o mesmo período do ano anterior, todas as atividades puxaram o volume de serviços para baixo, com destaque, por ordem de magnitude, para as atividades de Serviços prestados às famílias (-47,9%), seguido por Serviços profissionais, administrativos e complementares (-20,4%), Transportes, Serviços auxiliares aos transportes e correio (-12,2%), Serviços de informação e comunicação (-6,6%), e Outros serviços (6,3%).

Já a receita nominal de Serviços cresceu 6,1%, na comparação com agosto de 2020, com ajuste sazonal. Na comparação com setembro de 2019, caiu 17,7%, o indicador acumulado no ano retraiu 18,0%. O indicador acumulado em 12 meses contraiu 13,2%.

Análise regional das atividades turísticas

Em setembro de 2020, o índice de atividades turísticas na Bahia cresceu 33,8% frente a agosto, a maior variação positiva do país nesta base comparativa. A taxa de crescimento da Bahia foi superior à nacional, que ficou em 11,5% na comparação com agosto.

Devido aos impactos da pandemia do coronavírus, o índice ficou em -44,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, na Bahia. No indicador acumulado do ano, o agregado especial de atividades turísticas na Bahia caiu 42,1%. Em termos regionais, todas as 12 unidades da federação pesquisadas tiveram recuo nos serviços voltados ao turismo nesta base de comparação.

No indicador acumulado dos últimos doze meses o volume retraiu 30,8%, frente a igual período do ano passado, quando todos os locais investigados também recuaram. Em relação à receita nominal, todas as 12 unidades marcaram o mesmo ritmo de crescimento; nessa comparação, a Bahia registrou a maior variação positiva (33,8%).

Fonte: Ascom/Seplan

Luana Marinho

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Dólar aproxima-se de R$ 5,48 com impasse sobre pacote americano

Artigo anterior

Tite confirma Ederson no gol e justifica Firmino na função de Ney

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BA