Conecte-se conosco

Esportes

Surfe: Brasil avança no México com Medina, Deivid, Ítalo e Herdy

Publicado

em

Surfe: Brasil avança no México com Medina, Deivid, Ítalo e Herdy

 

O Brasil tem quatro surfistas classificados às quartas de final do Aberto do México, última etapa da temporada regular do circuito mundial, após o cancelamento da última fase no Taiti, em decorrência da pademia de covid-19. Gabriel Medina, Deivid Silva, Ítalo Ferreira e Mateus Herdy venceram os respectivos confrontos pelas oitavas de final, disputados na tarde desta quarta-feira (12) na praia de Barra de La Cruz, em Oaxaca. A definição das vagas às semifinais ocorre ainda esta noite. Surfe: Brasil avança no México com Medina, Deivid, Ítalo e Herdy

O primeiro a se garantir nas quartas foi Medina. Atual líder do circuito, o bicampeão mundial venceu o australiano Ethan Ewing por um equilibrado 13,60 a 13,20 no somatório das notas, ganhando o duelo na sexta e penúltima onda, quando obteve um 7,43, maior nota da disputa, suficiente para colocá-lo à frente do rival.

Na disputa seguinte, Deivid, também conhecido pelo apelido de DVD, não deu chance ao norte-americano Kolohe Andino, liderando a bateria desde as primeiras ondas e vencendo por 13,44 a 9,67. Nas quartas, ele terá Medina como adversário por um lugar na semifinal.

Na sétima bateria, Ítalo teve pela frente o norte-americano Kelly Slater, dono de 11 títulos mundiais. Atual campeão do circuito e ouro na Olimpíada de Tóquio (Japão), o brasileiro iniciou o confronto com um 7,00 e o concluiu com um 7,50, mantendo-se sempre na dianteira, totalizando 14,50 de nota. Slater demorou a engrenar e esboçou reação nas ondas finais, mas a somatória de 12,57 foi insuficiente.

A última disputa das oitavas envolveu dois brasileiros, com Herdy levando a melhor sobre Jadson André por 13,34 a 9,84, graças a um ótimo 8,17 que recebeu logo na primeira onda da bateria. Na próxima fase, ele estará novamente diante de Ítalo, a quem chegou a superar na primeira etapa no México – na ocasião, ambos avançaram diretamente à terceira fase.

Yago Dora teve a chance de ser o quinto representante brasileiro nas quartas, mas não superou Frederico Morais. O português comandou a sexta bateria desde a primeira onda, quando cravou um 7,50. Na quarta tentativa, obteve um 7,93, deixando a missão de Yago mais complicada. No fim, vitória do europeu por 15,43 a 12,26.

Mais cedo nesta quarta, Tatiana Weston-Webb se classificou às quartas de final da disputa feminina ao derrotar a norte-americana Sage Erickson. A também brasileira Silvana Lima não teve a mesma sorte e foi superada nas oitavas pela havaiana Carissa Moore, líder do ranking mundial.

O Open México, devido ao cancelamento do evento no Taiti, é o último antes do WSL Finais. A competição na praia de Trestles (Estados Unidos) terá os cinco melhores surfistas da temporada nos circuitos masculino e feminino. A competição que definirá os campeões mundiais de 2021 ocorrerá entre os dias 9 e 17 de setembro.

Entre os homens, o Brasil tem três atletas entre os cinco primeiros do ranking no momento: Medina, Ítalo e Filipe Toledo (que já foi eliminado no México), respectivamente líder, vice-líder e terceiro colocado. No feminino, Tatiana aparece na quarta posição.

Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional

Link

Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Light Dark Dark Light