0

Foto: Fernando Barbosa

Questões relacionadas à integração da comunidade de Caboto, em Candeias, aos projetos de requalificação do Museu do Recôncavo Wanderley Pinho e de seu atracadouro foram tratadas em reunião, na manhã desta segunda-feira (15), na Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA). Representantes da Associação Comunitária Amigos de Caboto (Acac) apresentaram ao chefe de Gabinete da Setur, Benedito Braga, suas principais expectativas em relação às obras do Prodetur Bahia.

Acessibilidade, inclusão da comunidade em projetos sociais, cursos profissionalizantes, construção de trilhas, capacitação de guia de turismo para jovens da comunidade e saneamento foram alguns dos itens em discussão.

“A geração de emprego e renda é o principal objetivo dos nossos projetos turísticos. Por isso, é importante conhecer as demandas para estudar a melhor forma de integrar a comunidade ao uso dos equipamentos”, disse Benedito Braga. Ele lembrou que as obras estão ainda em processo, mesmo com a pandemia, e que em novas etapas, como licitação, serão melhor definidas formas de integração com os moradores locais.

Museu Wanderley Pinho
Foto: Fernando Barbosa

O chefe de Gabinete da Setur ressaltou também que a requalificação e administração do museu e do atracadouro envolvem órgãos como Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), Secretaria de Cultura do Estado (Secult), Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) e Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder) e que novos encontros serão marcados com a participação de seus representantes para discutir as questões relacionadas à comunidade.

Participaram também da reunião desta segunda-feira (15) a presidente da Acac, Fernanda Pita; o superintendente de Investimentos em Zonas Turísticas da Setur, Antônio Fernando, e os técnicos da Setur, Bruno Barbosa, José Borba, Márcio Correia e Marcos Miranda, entre outros.

Museu Wanderley Pinho
Foto: Fernando Barbosa

A requalificação do Museu Wanderley Pinho em Caboto, distrito de Candeias, é a única intervenção cultural das 13 realizadas pelo Prodetur na Baía de Todos-os-Santos. O equipamento está comemorando 50 anos nesta segunda (15). As outras obras são de infraestruturea náutica e incluem a requalificação do atracadouro do museu. O programa é desenvolvido pela Setur, com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e contrapartida do Governo do Estado.

Fonte: Ascom/Setur

Luana Marinho

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Para tratar a doença, é preciso primeiro tratar a causa

Artigo anterior

Fluminense e Ceará se enfrentam nesta segunda de Carnaval

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BA