Conecte-se conosco

BA

Secti promove webinar sobre desenvolvimento e ciência, tecnologia e inovação em saúde

Publicado

em

Secti promove webinar sobre desenvolvimento e ciência, tecnologia e inovação em saúde

Na quinta edição da série Secti – Diálogos Virtuais, o encontro, que será transmitido através do canal do Youtube da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), nesta quinta-feira (10), às 10h30, será focado em debater sobre CTI e desenvolvimento em saúde. Para apresentar o tema e dialogar com a plateia sobre o assunto, a Secti convidou a mestre em economia e doutora em saúde coletiva, Erika Aragão e o mestre e doutor em ciência política, Carlos Gadelha.

De acordo com a secretária da Secti, Adélia Pinheiro, que faz a abertura e medição do evento, a série propõe temas variados, que estejam associados a ciência, tecnologia e inovação na interface com o contexto atual. “Debater sobre desenvolvimento em saúde é primordial para enfrentarmos os desafios que estamos vivendo atualmente, durante a pandemia de Covid-19. Além disso, a CTI torna-se uma ferramenta para potencializar os setores da saúde, em prol da melhoria e amplitude de atendimento médico e na busca pelas formas de democratizar o acesso a serviços de saúde”, declarou. 

Os convidados deste Diálogo são grandes especialistas no assunto. Carlos é doutor em Economia pelo Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IE-UFRJ), coordenador das Ações de Prospecção da Presidência da Fiocruz e professor e pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (DAPS/ENSP/FIOCRUZ). Possui vasta produção científica e é Líder do Grupo de Pesquisa Desenvolvimento, Complexo Econômico-industrial e Inovação em Saúde. Também foi vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz; secretário de Ciência e Tecnologia e Produtos Estratégicos do Ministério da Saúde e secretário de Desenvolvimento Industrial e Competitividade do Ministério do Desenvolvimento Industrial e Comércio Exterior. 

Erika possui graduação e mestrado em Economia e doutorado em saúde coletiva pela Universidade Federal da Bahia (Ufba). Realizou pós-doutorado na Universidade de Sussex, Inglaterra, e desde 2015 é professora adjunta do Instituto de Saúde Coletiva (ISC-Ufba) e pesquisadora colaboradora da Fundação Oswaldo Cruz, onde atuou na área de gestão científica e tecnológica, entre os anos de 2006 e 2015, na unidade da Bahia.

Integra o Programa Economia, Tecnologia e Inovação em Saúde do ISC-Ufba e o INCT de Inovação em doenças negligenciadas (Fiocruz-CDTS). Também coordena o Eixo de Estudos e Políticas em Ciência, Tecnologia e Inovação do Observatório de Análise Política em Saúde. Foi eleita presidente da Associação Brasileira de Economia da Saúde (Abres) para o biênio 2019-2020, tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia da Saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: avaliação de programas; política de ciência; tecnologia e inovação em saúde; economia da tecnologia; e políticas de saúde. No contexto da pandemia de Covid-19, tem atuado em diversas frentes, entre as quais, como membro da comissão executiva da Rede Covida e na coordenação do eixo impactos socioeconômicos e desigualdade. 

As edições anteriores da série, com cerca de 2h de duração, que debateram sobre inteligência artificial, fake news, CTI e desenvolvimento econômico e redes sociais, internet e dados já estão disponíveis na íntegra no canal da Secti no Youtube. Além disso, para os espectadores que estiverem assistindo o evento ao vivo, serão disponibilizados certificados de participação, pois um link para emissão do documento é divulgado durante a edição, ficando disponível apenas até o final do debate.

Fonte: Ascom/ Secti

Pamela Simplício

Link

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA