0

Foto: Divulgação

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) realizou, nesta quinta-feira (4), uma live para apresentar e disponibilizar o livreto “Rede de Atenção Psicossocial”. O material tem o intuito de esclarecer, facilitar e instrumentalizar professores, estudantes e comunidade escolar, na busca de assistência e serviços, junto aos órgãos e instituições que fazem parte da rede de apoio de atenção psicossocial, sediados nos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE).

A publicação, elaborada pelos psicólogos que atuam no Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor, está disponível de forma gratuita no Portal da Educação.

A live, realizada no canal oficial da secretaria no Youtube, contou com a participação do subsecretário estadual da Educação, Danilo Souza; da superintendente de Recursos Humanos da SEC, Rosário Muricy; da coordenadora do Programa Saúde do Professor, Elisabete Dias e da psicóloga Michele Stolze, que fez uma palestra sobre o tema “Ressignificando sua saúde mental através do corpo: movimentos de cura”.

De acordo com o subsecretário Danilo de Melo, que representou o secretário Jerônimo Rodrigues, o setor da Educação tem especificidades que precisam estar em constante diálogo com o campo da Saúde. “Em um momento marcado pela tensão de uma pandemia, é fundamental termos o suporte dos campos da Saúde, Assistência Social e Psicologia, focadas nas nossas habilidades socioemocionais. Hoje, realizamos um lançamento que busca a possibilidade de contribuirmos para superar esse quadro tenso de dificuldades e perdas. Destaco a importância do Programa Saúde do Professor e da publicação, porque educação também é empatia e cuidado com o outro”.

A psicóloga Michele Stolze falou sobre a importância do tempo para a auto-observação e trabalhou na live com exercícios de respiração e emissão de frequências sonoras para promover o relaxamento. De acordo com Stolze, muitas vezes, o corpo humano quer dizer algo com a expressão de sintomas físicos.

“Às vezes, sentimos dor de cabeça, musculatura travada, angústia, estresse e excesso de tensão. Precisamos observar o que está por trás desses sintomas. Para isso, podemos fazer exercícios regulares e específicos para lidar melhor com as nossas questões internas e trabalhar com as nossas consciência e emoções, para promovermos o autocuidado e o processo de cura, com o intuito de que os sintomas não evoluam para alguma patologia”, disse a psicóloga.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação

Luana Marinho

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

SCARS confirmado no Festival ROCK IN SP!

Artigo anterior

Conselho Diretor aprova regulamento de adaptação do regime de outorga da telefonia fixa

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BA