0

O Ministério da Saúde, o governo do Amazonas e prefeituras do estado estão desenvolvendo um plano de ação focado em gestantes, puérperas e recém nascidos para o período da pandemia. Segundo anunciou hoje (10) o Ministério da Saúde, as iniciativas servirão como diretriz para a atuação dos profissionais de saúde no atendimento a esses públicos.

O estado sofreu uma crise de falta de leitos com oxigênio no mês passado e chegou-se a cogitar a transferência de 60 bebês recém-nascidos para outros estados. Com o plano de ação, os dois níveis de governo prometem  aumentar o número de leitos nas maternidades. De acordo com o ministério, a Maternidade Ana Braga, em Manaus, abrirá nos próximos dias 72 novos leitos, sendo 54 para atendimento às grávidas diagnosticadas com covid-19.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o Ministério da Saúde informou que a abertura de leitos na rede pública de saúde do Amazonas tem sido possível “em função dos esforços para equalização da oferta e consumo de oxigênio, a partir da instalação de novas usinas e miniusinas em hospitais e prontos-socorros, além da transferência de pacientes para tratamento em outros estados”.

Orientações

Em setembro do ano passado foi disponibilizado o Manual de Recomendações para a Assistência da Gestante e Puérpera. O material orienta médicos e profissionais de saúde no manejo às gestantes e puérperas durante a pandemia, além estabelecer diretrizes para pacientes obstétricas.

A publicação mostra formas de diagnóstico da covid-19 em diferentes fases e seu manejo mais apropriado, destacando a importância e a necessidade do diagnóstico precoce, para evitar a mortalidade materna e perinatal. 

Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Fiocruz inicia descongelamento do IFA para produzir vacinas

Artigo anterior

Prêmio RD Station de Jornalismo abre inscrições para a sua primeira edição

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Saúde