0

Com o propósito de oferecer uma alimentação saudável e balanceada para a população mais vulnerável de Salvador, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) mantém duas unidades do Restaurante Popular na capital, localizadas nos bairros do Comércio e Liberdade. Em 2020, com a pandemia do novo coronavírus, os equipamentos ofertaram 1.402.275 refeições, o que significa mais de 1 milhão de quilo de alimentos foram utilizados nas cozinhas dos equipamentos.  

“A pandemia ampliou o número de pessoas vulneráveis e que encontram no Restaurante Popular a sua única forma de se alimentar de maneira adequada, por isso, nos ampliamos os serviços e durante seis meses funcionamos de domingo a domingo, incluindo os feriados”, afirmou o secretário da SJDHDS, Carlos Martins.  
Apenas em 2020, o Governo da Bahia investiu R$ 7,7 milhões para ofertar esses refeições. Um compromisso com as pessoas que mais precisam, num momento tão difícil e que observamos a fome voltar a assolar o país”, completou o secretário. 

Ainda por causa da Covid-19, os restaurantes populares adotaram uma série de medidas de segurança e redobraram questões de higiene, passando a fornecer as refeições em quentinhas, controlando o acesso dos usuários no momento da retirada dos alimentos, orientando e ordenando as filas, além de incentivar a utilização do álcool e máscaras.  

“Seguimos todas as orientações das autoridades de saúde e ainda trabalhamos na conscientização dos usuários a respeito da grave pandemia que enfrentamos, por isso, distribuímos material informativo, ensinamos sobre a importância da higienização das mãos e distribuímos milhares de máscaras”, explicou a superintendente de Segurança  Alimentar da SJDHDS, Rose Pondé. 

A superintendente ainda destaca que parte dos alimentos servidos pelos restaurantes populares são oriundos da agricultura familiar. “Temos um papel social muito importante, além de servir as refeições para pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional, também incentivamos produtores familiares, garantindo renda para essas pessoas. Então, estamos falando de comida de verdade, feita com alimentos saudáveis”, complementou.  

Em ambos os restaurantes, o usuário paga o valor simbólico de R$ 1,00 pela refeição. As crianças menores que 05 anos são atendidas gratuitamente. Os Restaurantes Populares fornecem 4.945 refeições por dia, sendo 2.645 na unidade Comércio e 2.300 na unidade Liberdade. 

Pamela Simplício

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Governo autoriza construção de escolas que atenderão mais de dois mil estudantes em Salvador

Artigo anterior

Autoridades de manifestam sobre invasão do Congresso norte-americano

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BA