0

A produção têxtil caiu 9%, ao longo dos 12 meses até outubro, de acordo com balanço divulgado hoje (17), pela Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit). Entre janeiro a outubro, a queda foi de 11,4%, na comparação com 2019.

A importação de itens têxteis e confeccionados caiu 12,9% no mesmo intervalo de 12 meses. No mesmo período, o volume de exportação sofreu baixa de 7,4%. A importação de produtos de vestuário, por sua vez, foi a mais atingida pela crise causada pela pandemia do novo coronavírus, com diminuição de 26,3%.

Conforme menciona a entidade no relatório, a inflação do setor de vestuário caiu 1,7%, de janeiro até novembro deste ano. O índice geral foi de 3,13%.

Com a desaceleração da produção, houve encolhimento de postos de emprego no setor. No total, foram fechadas 35.150 vagas, de janeiro a outubro. A projeção é que este ano seja encerrado com um corte de 39 mil vagas. Para 2021, a perspectiva melhora, com recuperação da indústria têxtil e a criação de 18 mil postos de trabalho.

Letycia Bond – Repórter da Agência Brasil

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Comunidades rurais recebem 90 mil alevinos de tilápia

Artigo anterior

PIB da construção civil deve crescer 4% em 2021

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Economia