0

Estão abertas as inscrições para o Prêmio de Exibição Audiovisual, que vai contemplar 60 obras audiovisuais de curta, longa metragem e obras seriadas de produção independente, na categoria ficção, documental e animação, oriundas dos diversos territórios de identidade do estado da Bahia.

As inscrições – online e gratuitas – poderão ser feitas até 20 de outubro, no site da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA). O Prêmio integra o Programa Aldir Blanc Bahia, gerido pela Secretaria e serão destinados recursos oriundos da Lei Aldir Blanc direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, da ordem de R$ 1 milhão.

O intuito da premiação é exibir as obras audiovisuais selecionadas, durante os dois anos, na TVE (TV Educativa da Bahia), em horários estabelecidos pela emissora, e no Circuito Luiz Orlando de Exibição Audiovisual administrado pela Diretoria de Audiovisual da Funceb, a Dimas. O Circuito Luiz Orlando de Exibição Audiovisual tem pontos de exibição cadastrados em escolas, pontos de cultura e afins. As sessões serão programadas pela Dimas.

A Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) garantirá uma cota de 50% sobre o valor total dos prêmios para proponentes autodeclarados negros. Para além da aplicação da cota racial regulamentada, haverá pontuação adicional para o proponente que se auto declarar mulher, transgênero e travesti ou residir no interior do estado. Trata-se de uma ação afirmativa que tem como objetivo valorizar a participação destes atores sociais na direção ou produção executiva dos projetos, assim como a presença de empresas produtoras do interior do estado. Ao todo serão destinados recursos da ordem de R$1 milhão para este Prêmio.

Programa Aldir Blanc Bahia

Criado para a efetivação das ações emergenciais de apoio ao setor cultural, o Programa Aldir Blanc Bahia (PABB) visa cumprir os incisos I e III da Lei Aldir Blanc (Lei Federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020) e suas regulamentações federal e estadual. As ações são a transferência da renda emergencial para os trabalhadores e trabalhadoras da cultura, e a realização de chamadas públicas e concessão de prêmios. O PABB tem execução pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, geridas por meio da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura e do Centro de Culturas Populares e Identitárias; e as suas unidades vinculadas: Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fundação Pedro Calmon, Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural.

Fonte: Ascom/Funceb

Milena Leal

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Ceasa e Mercados do Estado voltam ao horário de funcionamento normal

Artigo anterior

Ministério entrega à Presidência projeto de privatização dos Correios

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BA