0

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, celebra a conquista de um reconhecimento internacional importante para a cidade: a concessão do certificado Bandeira Azul à Praia da Reserva, entre a Barra da Tijuca e o Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste. O certificado é concedido pela Fundação para a Educação Ambiental (FEE), com sede em Copenhague, na Dinamarca, a locais onde haja gestão de sucesso em favor da preservação de ambientes naturais.

No comunicado, os organizadores do prêmio parabenizam “a equipe gestora das praias da Reserva e Prainha pelos esforços e atividades em prol da conservação e recuperação dos ambientes naturais.” A Bandeira Azul para a Praia da Reserva é um reconhecimento a ações da Prefeitura também fora da areia. Pelo menos cinco grandes estacionamentos clandestinos ao longo da praia foram eliminados pela Patrulha Ambiental, com a ajuda da Guarda Municipal e da Polícia Militar. Uma força-tarefa policial também embargou e demoliu a construção de um quiosque fora dos padrões estabelecidos pelo Município.

Apenas duas praias no Rio têm a Bandeira Azul: a Prainha, também na região da Barra e do Recreio, e, agora, a Reserva.

– Além de consolidarmos a Prainha, agora conquistamos a Bandeira Azul para a Praia da Reserva, atingindo os mais altos padrões ambientais reconhecidos internacionalmente – comentou o secretário municipal de Meio Ambiente, Bernardo Egas, sobre o anúncio feito pelo júri internacional do programa Bandeira Azul, em comunicado dirigido à Prefeitura do Rio.

Sobre a Praia da Reserva

A Praia da Reserva possui cerca de 8 quilômetros de extensão e é margeada pela avenida Lucio Costa. A área fica em uma região importante de proteção e preservação ambiental. Sua vegetação de restinga abriga espécies de fauna e flora, algumas inclusive com risco de extinção, como a borboleta da praia e a lagartixa de areia. Na flora, a Clusia fluminensis e a Ingá marítima são consideradas espécies vulneráveis no município do Rio.

A Reserva está localizada na área do Parque Natural Municipal Barra da Tijuca Nelson Mandela, criado em 2011 para proteger e recuperar o cenário natural da Praia da Reserva. O parque possui aproximadamente 162 hectares e abriga animais silvestres como capivaras, teiús, maria-farinha, lagartixa de areia, tatui, coruja buraqueira, borboletas da praia, carcará, dentre outros.

Critérios rigorosos para certificado

Para conseguir a certificação internacional, a Praia da Reserva cumpriu um longo e rigoroso roteiro de exigências que começou em meados de 2019, para atender os 34 critérios do programa Bandeira Azul nas áreas de educação e informação ambiental, qualidade da água, gestão ambiental, segurança e serviços.

As ações durante o período de exames do júri do programa Bandeira Azul, envolveram técnicos, educadores e mutirões de voluntários para monitorar desde o lixo deixado nas areias da praia até atividades de educação ambiental para orientar os frequentadores a mudar seus hábitos e descartar o lixo corretamente fora da praia.

Bruno Rangel

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Fapesp: Pesquisadores criam ingredientes para produzir comida por impressão 3D

Artigo anterior

Secretaria de Agricultura promove difusão de conhecimento sobre qualidade do leite

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em RJ