0

Os grandes destaques da tarde desta sexta-feira (11) no Troféu Brasil de Atletismo, no Centro Olímpico em São Paulo, foram as finais dos 100 metros rasos. Paulo André Camilo de Oliveira e Vitória Rosa, ambos do Pinheiros, ficaram com o título em cada um dos naipes.

No masculino, Paulo André festejou o tetracampeonato nacional, com a marca de 10seg13 (-0.3). “Competi para ganhar, para defender meu título e estou muito feliz por ter sido protegido por Deus”, comentou à equipe da CBAt. O atleta é dono da segunda melhor marca na história na prova na América do Sul, com 10.02, e já está qualificado para a Olimpíada de Tóquio. “Ainda vou correr os 200m e o revezamento 4x100m pelo Pinheiros e depois volto aos treinos visando a temporada 2021”, lembrou. Felipe Bardi dos Santos (SESI-SP), depois de fazer a melhor marca pessoal com 10seg11 (0.1) nas semifinais, ficou em segundo lugar, com 10seg18. Derick de Souza (Pinheiros) levou o bronze, com 10seg25.

A final da prova feminina aconteceu sob chuva, mas eletrizante e decidida na fotografia de chegada. Vitória Rosa e Ana Carolina de Jesus Azevedo (Orcampi) completaram a distância em 11seg41 (-0.7). Mas a atleta do Pinheiros acabou ficando com o ouro. “O tempo poderia ter sido melhor, mas vencer o Troféu Brasil é muito importante”, disse a velocista, que agora disputará os 200m, prova em que está qualificada para os Jogos de Tóquio-2021. A recordista sul-americana da prova, Rosangela Santos, também do Pinheiros, ficou com a medalha de bronze, com 11seg46.

Vitória Rosa, campeã nos 100 m

Vitória Rosa, campeã nos 100m em disputa eletrizante – CBAt/Wagner Carmo/Direitos Reservados

Nos 800 metros, Thiago André (Balneário Camboriú) levou a melhor pela terceira vez na carreira, depois de ter vencido em 2015 e 2017. “Fiquei muito feliz com o resultado em um ano tão difícil”, disse o corredor fluminense, que assumiu a liderança no Ranking Sul-Americano de 2020, com o tempo de 1min46seg33. “Agora tenho de falar com o meu técnico para definir a preparação. Estávamos com foco imediato no Mundial Indoor, que acabou adiado para 2023”, comentou.

Eduardo Ribeiro Moreira (Pinheiros), de apenas 19 anos, conseguiu o recorde pessoal, 1min46seg87, e ficou com a medalha de prata. O bronze foi de Guilherme Kurtz (APA-RS), com 1min47seg12.
Nos 800 m feminino, vitória de Mayara dos Santos Leite (Pinheiros) conseguiu o primeiro título do Troféu com 2min07seg29. “Um ano difícil não poderia terminar melhor. Título logo no meu primeiro Troféu Brasil”, disse a atleta, que treina em São Paulo com Cláudio Castilho. Liliane dos Santos Mariano (Pinheiros) ficou com a medalha de prata, e Jaqueline Beatriz Weber (AMO-RS) foi a terceira colocada. No heptatlo, a paulista Raiane Vasconcelos Procópio (AABLU) venceu depois de fazer 5.759 pontos.

Raiane, primeiro título no heptatlo.

Raiane, após vencer o primeiro título no heptatlo. – CBAt/Wagner Carmo/Direitos Reservados

No salto triplo, Gabriele Sousa dos Santos (Pinheiros) saltou 14,17m (-1.0) e comemorou o bicampeonato. “Não fiquei feliz com a marca porque essa temporada praticamente não existiu. Meu objetivo agora é me concentrar muito para 2021. Não quero apenas o índice olímpico, quero muito fazer a final em Tóquio”, disse decidida a atleta carioca. A experiente Keila Costa fechou com a medalha de depois de saltar 13,83m (-0.3). Ketllyn Pamela Daniel Zanette (UCA) fechou o pódio com 13,31m (-0.5).

Nos 3.000m com obstáculos, Tatiane Raquel da Silva (IPEC) conquistou o décimo título e a 11ª medalha do Troféu Brasil, com o tempo de 9min59seg72. “Vamos torcer para a situação melhorar. Meu objetivo é integrar a equipe em Tóquio”, disse a corredora treinada por Claudio Castilho. Simone Ponte Ferraz (APA-SC) ficou com a prata, marcando 10min21seg43, seguida de Mirelle Leite (Projeto Atletismo Campeão), campeã brasileira sub-20, com 10min45seg81.

Na prova masculina, Altobeli Santos da Silva (Pinheiros) comemorou o quinto título consecutivo. O tempo do finalista olímpico no Rio de Janeiro e campeão Pan-Americano foi 8min34seg32. “Meu objetivo era quebrar o meu recorde do torneio (8:26.06) de 2017, mas não consegui. Acho que fiz uma prova bacana no final”, comentou o atleta paulista, que tentará ainda a sexta medalha de ouro do Troféu Brasil nos 5.000m. Israel Tiago Pereira Mecabo (AACN-SC) foi o vice-campeão, com 8min55seg03, seguido de Jean Carlos Dolberth Machado (Pinheiros), com 8min56seg82.

Altobeli, campeão mais uma vez dos 3.000 m com obstáculos.

Altobeli, campeão mais uma vez dos 3.000 m com obstáculos. – CBAt/Wagner Carmo/Direitos Reservados

No salto em altura, uma surpresa: Sarah Suelen Fernandes Freitas (Projeto Atletismo Campeão) foi a campeã, com 1,78m. “Não estava entre as favoritas para a vitória, mas queria muito subir ao pódio”, comentou. Arielly Kailayne Monteiro Rodrigues (Rondonópolis), campeã brasileira sub-20, ficou com a prata, também com 1,78m. Valdileia Martins (Orcampi) terminou em terceiro lugar, com 1,75m. Geisa Arcanjo (Pinheiros) confirmou o favoritismo e venceu o arremesso do peso, com 17,22m, seguida de Livia Avancini (IPEC), com 16,94m, e de Milena Jaqueline Sens (ACARISUL), com 16,52m.

Na classificação geral, após quatro etapas, o Pinheiros lidera com tranquilidade, somando 223,5 ponto na busca pelo pentacampeonato. Orcampi está em segundo lugar, com 85 pontos, seguido da AABLU (78), IEMA (36) e CT Maranhão (33 pontos).

O torneio segue até a manhã de domingo (13). Por causa dos protocolos sanitários, criados em função do novo coronavírus (covid-19), não é permitida a presença do público no estádio. As provas, no entanto, podem ser acompanhadas na plataforma streaming do Canal Atletismo.

Juliano Justo – Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional – São Paulo

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

França e Uruguai estão na semi do Mundial de Futebol de Areia Raiz

Artigo anterior

Prefeito eleito de Goiânia passa por cirurgia em São Paulo

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Esportes