0

A partir de hoje (16), o PagTesouro, plataforma de pagamento digital do Tesouro Nacional, passará a disponibilizar o Pix como forma de pagamento das taxas, contribuições e demais serviços públicos.

Neste primeiro momento, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Secretaria de Pesca e Aquicultura do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento estão preparados para oferecer a nova modalidade de pagamentos.

Segundo o Tesouro Nacional, outros órgãos estão em fase de desenvolvimento das suas aplicações tecnológicas para integração com o PagTesouro. A expectativa é que até o fim do ano outros serviços sejam disponibilizados para recolhimento na plataforma.

O Tesouro Nacional informou que realiza os ajustes finais para o lançamento de edital para o credenciamento de empresas Prestadoras de Serviços de Pagamentos (PSP’s) que ofertarão a modalidade de pagamento com cartão de crédito no PagTesouro.

PagTesouro

O PagTesouro é a plataforma digital por meio da qual o cidadão realiza o pagamento às entidades da Administração Pública Federal por serviços como importação de produtos, certificação, registro de patentes, emissão de passaporte, além das multas eleitorais, de trânsito, ambientais e inscrições de cursos e concursos.

De acordo com o Tesouro Nacional, a partir do montante de boletos de Guia de Recolhimentos à União (GRU) recolhidos anualmente é possível estimar o alcance da solução. Em 2019, por exemplo, foram pagas cerca de 37 milhões de GRU em favor de 258 entidades públicas, o que representou ingressos de recursos na Conta Única do Tesouro Nacional da ordem de R$ 120 bilhões.

Kelly Oliveira – Repórter da Agência Brasil

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Poupatempo orienta população a usar serviços digitais e evitar deslocamento

Artigo anterior

Antônio Cardoso: Pavimentação do acesso ao povoado de Poço beneficiará 90 mil moradores

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Economia