0

A Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) divulgou mensagem defendendo um mundo mais justo, equitativo e saudável.

No Dia Mundial da Saúde, lembrado hoje (7), a entidade destaca que a pandemia de covid-19 evidenciou discrepâncias no acesso a serviços de saúde em razão de desigualdades que atravessam uma série de situações sociais, como renda, gênero, raça e origem.

Segundo a Opas, muitas pessoas lutam não só para sobreviver à pandemia como também para ter o que comer e atender as suas necessidades básicas e a direitos diversos, como educação e moradia segura.

Na mensagem, a organização ressalta que essa realidade pode ser mudada pelas escolhas políticas dos governos e autoridades públicas dos países das Américas, em especial, no contexto da pandemia.

“Pedimos aos líderes que garantam que a equidade na saúde seja a peça central de nossa recuperação da covid-19. Isso resultará em uma região onde todos têm condições de vida e de trabalho propícias a uma boa saúde, os sistemas de informação em saúde se configuram para identificar populações em situação de vulnerabilidade e a sociedade civil e os indivíduos são parceiros na busca de soluções onde as desigualdades ocorrem e onde todos têm acesso a cuidados de saúde e médicos sem sofrer discriminação”, destaca a carta.

Jonas Valente – Repórter Agência Brasil

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

SpaceX quer instalar janela panorâmica no “nariz” da cápsula Dragon

Artigo anterior

Brasileiras estreiam contra Japão em novo torneio de rugby em Dub

Próximo artigo

COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar