conecte-se conosco

Esportes

Inter fica no empate com o Corinthians e acaba Brasileiro em segundo

Redação

Publicado

em

Na noite de decisão do Campeonato Brasileiro, Inter e Corinthians não saíram do 0 a 0 no Beira-Rio nesta quinta-feira (25) em partida válida pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Corinthians acabou o Campeonato em 11º lugar com 51 pontos. E o Inter em 2º com 70, apenas um ponto atrás do campeão Flamengo.

O primeiro tempo foi bastante morno. O Corinthians que estava praticamente só cumprindo tabela no jogo não criou chances. O Inter, que estava firme na luta pelo tão esperado título brasileiro, foi lento e abusou de cruzamentos e passes errados. A primeira oportunidade surgiu apenas aos 23 minutos, quando o meia Edenílson invadiu a área a dribles e deu um chute forte, cruzado e rasteiro para boa defesa do goleiro Cássio. Aos 30, o Colorado chegou a ter um pênalti marcado pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio. Na jogada, o lateral-esquerdo Moisés cruzou para trás. A bola bateu no braço esquerdo do volante Ramiro que havia dado um carrinho. Mas, com o auxílio do VAR, a penalidade foi anulada.

A outra chance perigosa dos gaúchos na etapa inicial foi aos 44 minutos. O centroavante Yuri Alberto recebeu um bom passe do meia Patrick e deu uma cavadinha por cima do goleiro Cássio para balançar as redes. Mas, o atleta colorado estava realmente impedido. E o árbitro Wilton Pereira Sampaio anulou o gol. A maior alegria dos colorados na primeira parte do jogo veio do Estádio Morumbi, quando o centroavante Luciano colocou o Sâo Paulo na frente. O resultado era até superior ao que o Inter precisava. Vitória do time do Morumbi. Assim, o Flamengo ficava com 71 pontos na liderança e o Inter, com 70, na vice-liderança, dependia apenas de um gol para ser tetracampeão.

A volta do intervalo em Porto Alegre teve o Inter forçando o ritmo em busca da vantagem. A primeira chance veio aos quatro minutos. O goleiro Cássio fez um milagre e evitou o gol em cabeçada do volante Edenílson. Aos poucos o Inter foi forçando mais

Nem o gol de empate do Flamengo, com Bruno Henrique, tirou a motivação do Colorado. A situação continuava a mesma. O título do Inter dependia apenas de um gol. A torcida colorada estava ansiosa para colocar fim na longa espera pela principal taça do futebol brasileiro. As poucas pessoas nas arquibancadas do Beira-Rio fizeram festa quando o São Paulo pulou novamente na frente, com o gol de Pablo.

Aos 18 minutos, em Porto Alegre, Caio Vidal fez uma bela jogada na entrada da área e soltou uma bomba rasteira. A bola explodiu na trave. A pressão do time do Sul era baseada em uma sequência de escanteios. Até que, aos 22 minutos, o técnico Abel Braga fez duas trocas. Entraram Abel Hernández e Thiago Galhardo. Saíram Yuri Alberto e Praxedes. A bola ficava praticamente o tempo todo nos pés dos jogadores do Inter, mas a equipe forçava muito em cruzamentos e não tinha a chance clara. Aos 32, mais duas mudanças do Abel Braga. Heitor e Caio Vidal saíram. E entraram Peglow e Lucas. Aos 36, o zagueiro do Inter Lucas Ribeiro subiu mais alto do que todo mundo e mandou de cabeça para fora perdendo outra boa chance. Por incrível que pareça o Inter ainda marcou o gol que seria do título aos 51 minutos com Edenílson. Mas o atleta estava realmente impedido e o lance foi invalidado. Aos 54, outra chance. Depois do bate e rebate na área e o zagueiro Lucas Ribeiro bateu forte por cima. Foi a última chance. Assim, o Internacional segue esperando o título brasileiro que não conquista desde 1979.



Juliano Justo – Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional

Link

Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Futebol

Soares comemora conquista da Supercopa da Romênia e projeta disputa por mais um título

Avatar

Publicado

em

Na última quinta-feira (15), o CFR Cluj conquistou a Supercopa da
Romênia em final disputada contra o FCSB. A partida terminou 0x0 no
tempo normal e nos pênaltis, a equipe do volante brasileiro Soares,
venceu por 4×1 e conseguiu o título da competição.

“A sensação de conquistar meu primeiro título pelo Cluj é muito boa e
única, mas não só como eu, toda minha família está contente, todos
estavam na torcida e me ajudaram muito a chegar até aqui.”

A equipe agora volta suas atenções ao Campeonato Romeno, onde está na
reta final e o Cluj está na segunda posição com 64 pontos, um a menos
que o líder, que foi seu adversário na supercopa. Além disso, o campeão
consegue uma vaga nos playoffs da próxima Champions League.

“Agora queremos conquistar mais um troféu que estamos na disputa, temos
mais dez partidas pelo campeonato nacional e cada jogo será uma final,
para sairmos com mais esse título e a classificação para o maior torneio
da Europa.”

Soares tem 32 anos e está atuando em sua primeira temporada no futebol
romeno, antes, nas últimas dez temporadas, o jogador estava no futebol
português em times da primeira divisão. No Brasil, passou pelo Vila
Nova, clube que o revelou.

Continue lendo

Futebol

Caio Rocha fala sobre encerramento antecipado da Liga de Malta e comemora classificação para a próxima Liga Europa

Avatar

Publicado

em

Após um mês de paralização do futebol em Malta por causa da pandemia, a
federação decidiu encerrar de forma antecipada as competições do país.
Com a decisão, o Birkirkara, do atacante brasileiro Caio Rocha, terminou
o campeonato na quarta posição e conseguiu a classificação para a
próxima Liga Europa.

“Não é nada agradável encerrar uma temporada antecipadamente, ainda mais
porque poderia terminar o campeonato da maneira correta. É muito
desgastante psicologicamente para nós jogadores ficar nessa situação
durante um mês sem saber se continuaríamos ou finalizaria a competição.
Tem jogadores que receberão seu salário apenas até o último dia que
treinarem e com isso muitos ficarão com três meses a menos de salários
do que o normal.”

Na temporada passada, o campeonato nacional também terminou de forma
antecipada por causa da pandemia, mas o Birkirkara não se classificou
para a Liga Europa por causa de dois pontos a menos. Na atual, além de
estar na zona de classificação, a equipe estava nas quartas de final da
Copa de Malta.

“A sensação de classificar o time é maravilhosa, sabendo de todo o
trabalho que fizemos na temporada passada e nessa, pois foram muito
parecidas. Tivemos um início muito ruim onde as coisas não davam certo e
perdemos muitos pontos, mas mostramos que somos fortes para superar e
dar a volta por cima, recuperamos e conseguimos terminar classificados.”

Caio Rocha tem 26 anos e foi formado nas categorias de base do Coritiba,
antes de vir ao Brasil, dos 12 aos 14 anos, passou pelo Real Mallorca,
da Espanha. O jogador está na sua segunda temporada no futebol maltês,
onde é titular absoluto e um dos artilheiros do time.

Continue lendo

Futebol

Após acesso com o Londrina, Gedeilson é regularizado pelo Maringá e pode estrear diante do Paraná

Avatar

Publicado

em

Nesta segunda-feira, o lateral-direito Gedeilson completa uma semana desde a sua chegada ao Maringá. Ele foi contratado pelo clube após ser um dos principais destaques na campanha do acesso do Londrina à Série B na última temporada.

Gedeilson fez diversos elogios aos primeiros sete dias em seu novo clube. “Me chamou muita atenção que não existe vaidade. Fui muito bem recepcionado por todos: elenco, comissão técnica, diretoria e colaboradores do clube. Esse bom ambiente é fundamental e te deixa confortável para realizar um bom trabalho. Fiquei muito satisfeito na minha primeira semana como jogador do Maringá”, destacou o atleta de 28 anos.

O nome de Gedeilson já foi publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF. Portanto, ele está apto a estrear pelo Maringá nesta quarta-feira, às 11h, diante do Paraná no estádio Durival Britto. “Minha expectativa é já iniciar como titular e fazer uma boa estreia. É um jogo de boa visibilidade, contra um dos principais clubes do estado. Vim para o Maringá com o intuito de ajudar o clube a reagir no estadual e espero ajudar na busca da primeira vitória do time na competição”, enfatizou o lateral. Em quatro jogos, o tricolor tem dois empates e duas derrotas no estadual.

Apesar de ter atuado no Londrina na última temporada, Gedeilson nunca atuou no Campeonato Paranaense. A força da competição foi um dos motivos que o fizeram acertar com o Maringá. “Já pude conhecer a força do futebol no Paraná com a campanha positiva que tive no Londrina numa competição nacional. Agora terei a oportunidade de jogar no estadual e vim com intuito de fazer história coletivamente e individualmente. No aspecto coletivo, vou me doar ao máximo para ajudar o Maringá a atingir suas metas e no aspecto individual estou preparado para ser um dos melhores laterais do Paranaense”, concluiu.

Continue lendo

TENDÊNCIA