Conecte-se conosco

SP

Governo de SP inaugura primeira etapa do CITI no espaço do IPT Open Experience

Publicado

em

Para criar o Vale do Silício da América Latina, iniciativa conecta empresas, startups e pesquisadores e promove desenvolvimento econômico

 

resumo em 3 tópicos

  • Primeira etapa do CITI (Centro Internacional de Tecnologia e Inovação) foi inaugurada no espaço do IPT Open Experience
  • Data marca início das atividades da GranBio, empresa de biotecnologia 100% brasileira, e adesão de quatro multinacionais
  • Projeto da Secretaria de Desenvolvimento Econômico em parceria com a Prefeitura de São Paulo tem como objetivo criar o Vale do Silício da América Latina

O Governador João Doria inaugurou nesta quarta-feira (25) a primeira etapa do CITI (Centro Internacional de Tecnologia e Inovação) no espaço do IPT Open Experience, com o início das atividades da GranBio, empresa de biotecnologia 100% brasileira, e adesão de quatro multinacionais: Siemens, Siemens Energy, Kimberly Clark e 3M, na modalidade Hub de Inovação.

“É uma alegria estarmos aqui hoje, 22 meses depois de termos iniciado esse processo, em menos de dois anos materializamos esta realidade tecnológica com a participação de tantas empresas centenárias internacionais e empresas revolucionárias do nosso país”, disse Doria. “Este conjunto do IPT Open Experience faz parte da etapa um do Centro Internacional de Tecnologia e Inovação e que vai se expandir ao longo dos próximos anos. A expansão inicial será aqui exatamente onde nós estamos, nas instalações do IPT, neste parque onde temos a vantagem de estar dentro da natureza, em uma reserva de floresta atlântica, e vamos expandir, não só deste lado do rio, como também do outro lado”, completou o Governador.

O CITI, projeto realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico em parceria com a Prefeitura de São Paulo, tem como objetivo criar o Vale do Silício da América Latina, tornando São Paulo uma referência global em ciência, tecnologia e inovação. O IPT Open Experience faz parte da primeira etapa da iniciativa e é destinado a empresas de todos os portes e setores econômicos que demandem soluções com alta intensidade tecnológica. No total, o projeto é constituído em quatro etapas.

No campus do IPT foram inauguradas as instalações da GranBio, empresa de biotecnologia 100% brasileira, que atua com a produção e licenciamento de tecnologia para etanol de segunda geração (2G) e produtos exclusivos de nanocelulose. A companhia participa do programa na modalidade Centro de Inovação e conta com sete projetos, que serão desenvolvidos em parceria com o IPT ao longo dos próximos anos.

Também foram assinados os contratos de adesão ao IPT Open Experience das empresas Siemens, Siemens Energy, Kimberly Clark e 3M, na modalidade Hub de Inovação. GranBio, Siemens, Siemens Energy, Kimberly Clark e 3M ancoram esta iniciativa, que é uma resposta técnica efetiva ao momento globalmente desafiador.

“A primeira modalidade para participação empresarial no IPT Open Experience é por meio de um ‘Centro de Inovação’, onde cada empresa parceira poderá criar centro próprio de pesquisa aplicada nas mais diversas áreas”, explica o Presidente do IPT, Jefferson de Oliveira Gomes. “A segunda modalidade tem o formato de ‘Hub de Inovação’, ambiente criado para solucionar desafios tecnológicos, desenvolver e incorporar inovação hardtech nos negócios das empresas pela interação com startups, pesquisadores, universidades, órgãos de governo e outros atores do ecossistema nacional de ciência, tecnologia e inovação com redução de custos e prazos da inovação aberta”, complementa ele.

Para Pablo Fava, CEO da Siemens, os ecossistemas de inovação aberta são cada vez mais importantes no desenvolvimento do potencial inovador de uma empresa e contribuem fortemente em soluções que são focadas no cliente. “Nossa participação reforça o alicerce de desenvolvimento sustentável da Siemens e dos nossos segmentos de atuação: indústrias e cidades inteligentes brasileiras”, afirma.

André Clark, General Manager da Siemens Energy Brasil, crê que iniciativas como esta impulsionam a capacidade de inovar localmente. “Procuramos evoluir constantemente as formas de inovar em Hardtech, com o apoio das universidades e centros de pesquisa em São Paulo e no Brasil. A adesão ao IPT Open Experience é um importante passo para a criação de ecossistemas integrados que possibilitem a cocriação com nossos clientes”, avalia.

Sobre o CITI

O Centro Internacional de Tecnologia e Inovação (CITI) tem como foco o desenvolvimento e aplicação de tecnologias de alta intensidade (hardtech), e por meio do qual o Governo do Estado de São Paulo pretende criar um verdadeiro “Vale do Silício” da América Latina em plena capital paulista.

Ricardo Macario

Link

Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA