0

Ambulâncias da Secretaria de Estado de Saúde foram usadas em “minuto de sirene” no Dia de Finados

O Governo de São Paulo prestou uma homenagem às vítimas do coronavírus nesta segunda-feira (2), Dia de Finados. O palco do ato foi o Largo do Arouche, no centro da capital.

As sirenes de 32 ambulâncias da Secretaria de Estado da Saúde foram acionadas durante um minuto em homenagem a mais de 39 mil pessoas que morreram em decorrência da COVID-19 no estado. Desde o início da pandemia, São Paulo registra 1,1 milhão de casos confirmados de coronavírus.

 

O ato teve início às 12h, com a participação do Secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, além de socorristas, paramédicos e motoristas das ambulâncias. A homenagem também contou com o apoio da Prefeitura de São Paulo.

“Não ficamos apenas com um minuto de silêncio, nós colocamos as sirenes para soarem bem alto no coração das pessoas para elas se sensibilizarem e lembrarem com respeito dos que morreram. Ainda temos que manter o distanciamento social, usar máscaras, não podemos nos aglomerar. Temos que nos lembrar da importância da prevenção e lutar por vacinas, não importa quantas. Precisamos de muitas. É isso o que vai fazer que nós possamos voltar ao normal”, afirmou o Secretário de Saúde.

A homenagem se estendeu a outros marcos geográficos da capital paulista. Dezesseis monumentos históricos foram adornados com uma faixa preta, em sinal de luto pelas vítimas da pandemia.

Todo o estado de São Paulo está em luto oficial desde o dia 6 de maio, quando o Governador João Doria determinou que o período solene se estendesse até o fim da pandemia. Com a medida, bandeiras em todas as repartições públicas e instituições de ensino são hasteadas a meio mastro.

Também em maio, o Governo de São Paulo promoveu homenageou profissionais de saúde envolvidos no combate ao coronavírus e atendimento a pacientes com COVID-19. Quarenta veículos das forças de segurança e dos Bombeiros percorreram trechos em frente ao Complexo do Hospital das Clínicas, Hospital Emílio Ribas, Faculdade de Medicina da USP e Instituto Adolfo Lutz. Já em 26 de setembro, o Estado realizou outro ato em celebração a pacientes recuperados e profissionais da saúde na cerimônia de fechamento do hospital de campanha do Ibirapuera.

Marcos com faixa de luto por vítimas da COVID-19
• Mario de Andrade (Biblioteca Mário de Andrade, Rua da Consolação, 94, República)
• Índio Caçador (Avenida Vieira de Carvalho, 2-48, República)
• Estátua do Baden Powel (Praça da República, República)
• Jose Bonifacio de Andrada e Silva (Praça do Patriarca, Sé)
• Monumento a Ramos de Azevedo (Avenida Professor Almeida Prado, 532, Butantã)
• Monumento as Bandeiras – 22 esculturas do Monumento “Empurra-Empurra” (Praça Armando de Sales Oliveira, Vila Mariana)
• Estátua Adoniram Barbosa (Praça Dom Orione, Bela Vista)
• Luiz Lázaro (Praça da República, República)
• Nicolau Scarpa (Praça Nicolau Scarpa, Jardim América)
• Monumento Indígena (Praça das Guianas, Jardins)
• Luiz Gama (Largo do Arouche)
• Afonso Taunay (Largo do Arouche)
• Faria Lima (canteiro central, em frente ao Esporte Clube Pinheiros)
• Francisco de Miranda (Praça do Ciclista)
• Anhanguera (em frente ao Parque Trianon)
• Avenida IV Centenário (em frente ao Parque do Ibirapuera)

fveravictoria

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Metrô envia para a reciclagem nove toneladas de baterias alcalinas

Artigo anterior

São Paulo registra 39,3 mil óbitos e 1,1 milhão casos de coronavírus

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em SP