0

A Secretaria da Administração (Saeb) realizou uma reunião virtual para fornecedores do Estado do ramo de mobiliário, com o objetivo de apresentar as novas especificações técnicas dos móveis que serão adquiridos pelos órgãos públicos, em futuras licitações. A ideia do evento é receber contribuições do setor privado sobre os novos padrões dos móveis, que foram estabelecidos por um Grupo de Trabalho, composto por servidores públicos.

Como forma de prevenção ao coronavírus, a reunião foi transmitida pela internet, por intermédio do aplicativo Microsoft Teams, na manhã de terça-feira (10). O evento foi aberto aos interessados do setor privado, mas todos os fornecedores do ramo, cadastrados junto ao estado, foram convidados. Depois de ter acesso aos novos padrões dos móveis, os fornecedores terão a oportunidade de revisar as especificações e tecer críticas e sugestões como forma de garantir a oferta de produtos de qualidade e competitivos.

As sugestões e críticas poderão ser enviadas por e-mail para a Secretaria da Administração, que pode incorporá-las de acordo com pertinência. As novas especificações foram estabelecidas por um Grupo de Trabalho (GT), composto por representantes de várias secretarias. O GT elaborou padrões de 78 tipos de móveis como mesa, cadeiras, armários, dentre outros. O mobiliário é de uso comum às secretarias e órgãos públicos, usados nos setores administrativos. Não estão nessa relação móveis de uso específico de uma determinada área do Governo, como mobiliário utilizado em unidades de saúde do estado ou nas escolas, que possuem especificidades técnicas.

As especificações dos móveis estipulam critérios como dimensões, conforto, ergonomia, qualidade, durabilidade, dentre outros. Os padrões são fundamentais para garantir a qualidade e durabilidade do mobiliário do estado. As novas especificações do mobiliário público também estão de acordo com as Normas Brasileiras (NBR), estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Após coletar as sugestões de fabricantes de móveis, revendedores e representantes do setor, o GT vai consolidar os dados e publicar as especificações no Comprasnet.Ba (www.comprasnet.ba.gov.br), site de aquisições do Estado. O Grupo de Trabalho também irá recepcionar dos fornecedores do ramo cotações de preços visando compor os valores referenciais dos itens.

Os padrões e os valores referenciais serão usados em futuros editais de licitação do estado para compra de móveis para os órgãos públicos. Esse processo é capitaneado pela Superintendência de Recursos Logísticos (SRL), vinculada à Saeb.

A Secretaria da Administração possui papel sistêmico no estado, executando políticas que contribuam para a melhoria da gestão dos órgãos da administração estadual. Neste sentido, o objetivo da SRL/Saeb é lançar um edital para compra de móveis na modalidade Registro de Preços, licitando uma quantidade de itens estimada para atender a todos os órgãos do poder executivo, no período de um ano. Dessa forma, o Estado pretende obter todas as vantagens geradas pelo Sistema de Registro de Preços: agilidade nas aquisições, economia em escala, redução de estoque, redução de custo com processos licitatórios, dentre outros.

Fonte: Ascom/Saeb

Milena Leal

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

UE firma contrato para 300 milhões de doses de vacina da Pfizer-BioNTe

Artigo anterior

Simula SABE lança sexta temporada com mais desafios de Língua Portuguesa e Matemática

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BA