Conecte-se conosco

SP

Escola estadual em Ituverava implementa ‘Justino na Praça’ para evitar evasão de alunos

Publicado

em

Escola estadual em Ituverava implementa ‘Justino na Praça’ para evitar evasão de alunos

Professores fazem mutirão de dúvidas pelas praças do município e também visitam as casas dos alunos mais vulneráveis

Depois de identificar que alguns alunos não estavam participando das aulas mediadas por tecnologia, a Escola Estadual Antônio Justino Falleiros, em Ituverava, implementou o projeto “Justino na Praça”.

Por meio dele, uma equipe da escola passa com um carro de som anunciando a chegada na praça mais próxima do bairro para fazer plantões de entrega de material aos alunos, oferecer suporte pedagógico e realizar manutenção do vínculo professor-aluno.

Dessa forma, a unidade conseguiu engajar os alunos que voltaram a realizar as atividades e participar das aulas transmitidas pelo Centro de Mídias da Educação de São Paulo.

Visitas

Para atingir uma parcela de alunos mais vulneráveis, a escola desenvolveu uma nova ação baseada no filme chamado “De porta em Porta”. A trama é baseada na história do protagonista, um homem que depois de ser rejeitado pela empresa em que trabalhava, passa a vender seu produto batendo na porta da casa das pessoas.

Assim, inspirados no personagem principal, os professores saíram às ruas novamente com o carro de som, mas agora se direcionaram para os bairros que foram mapeados com o menor número de participação dos alunos nas aulas remotas.

A cada casa visitada, os professores explicam sobre a importância da continuidade dos estudos e oferecem soluções para os problemas apresentados. Ao sair, para deixar a marca da escola, os docentes colam um selo com os dizeres “Escola Justino na sua casa! Aqui, educação é prioridade” no portão da casa dos alunos visitados. Já foram visitadas mais de 130 casas.

Gustavo Aleixo

Link

Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *