Conecte-se conosco

RJ

Eduardo Paes e Nilton Caldeira tomam posse em solenidade na Câmara do Rio

Publicado

em

Eduardo Paes e Nilton Caldeira tomam posse em solenidade na Câmara do Rio - Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e o vice, Nilton Caldeira, tomaram posse nesta sexta-feira (01/01), em solenidade na Câmara de Vereadores. Em seu primeiro discurso, Paes lembrou que é a terceira vez à frente do cargo, fez um agradecimento a cada carioca que o elegeu, e anunciou medidas que começam a ser tomadas para que a cidade volte a ter protagonismo. No Diário Oficial do Município desta sexta foram publicados mais de 70 decretos que vão contribuir para esse objetivo. O combate à pandemia de Covid-19 é uma prioridade da nova gestão.

– Queria agradecer muito a cada um dos cariocas que confiou em mim e me elegeu prefeito. Minha mensagem vai também para aqueles que não votaram em mim. Faremos um governo para todos os cariocas.  Ouviremos todas as vozes de uma cidade tão ampla e diversa.  Aliás, característica mais marcante de nossa gente e que precisa e deve ser valorizada.

Paes falou sobre a situação crítica em que a cidade se encontra e afirmou que o legado deixado será apurado e, o resultado, informado à população de forma transparente.

Decretos publicados e combate à Covid-19

Paes destacou ainda a publicação nesta sexta-feira de mais de 70 decretos no Diário Oficial do Município. São medidas que vão permitir o cumprimento de compromissos em áreas como saúde e transporte. Disse ainda que é preciso investir na educação, depois de um ano em que os alunos da rede municipal, em razão da pandemia, ficaram praticamente sem aulas.

No combate à Covid-19, citou a criação do Centro de Operações de Emergência (COE Covid-19 Rio), que funcionará na sede do Centro de Operações e Resiliência (COR), na Cidade Nova, e terá, entre outras, as competências para planejar ações de combate à pandemia e para aplicar medidas protetivas. Paes também defendeu a transparência para a ocupação dos leitos hospitalares e disse que serão abertas 343 novas vagas na cidade para o tratamento da doença.

Eduardo Paes, e o vice, Nilton Caldeira, tomaram posse na Câmara. Foto: Beth Santos/Prefeitura do Rio.

Caixa da cidade precisa ser recomposto

O prefeito lembrou que precisa recompor o caixa da cidade e reconquistar a boa classificação de risco do Rio de Janeiro pelas agências internacionais:

– Não vamos esperar nem mais um dia. Hoje, sob minha determinação, a Secretaria de Fazenda e Planejamento já apresenta um conjunto de 44 decretos que começam a organizar o caos.

No âmbito fiscal, o prefeito pretende enviar à Câmara pelo menos três propostas, que envolvem ajuste na previdência municipal, reforma dos tributos para melhorar a vida de quem quer empreender no Rio e uma proposta de lei de emergência fiscal para desindexar contratos, desvincular receitas e desobrigar despesas. O combate à corrupção também será prioridade no governo.

A criação do Programa Carioca de Integridade Pública e Transparência – Rio Integridade – uma plataforma de propostas de reformas legislativa, administrativa e institucional – é mais uma medida anunciada por Paes, para garantir transparência na gestão:

– Nosso objetivo é fazer com que o Rio passe a ser paradigma nas formas de fazer política e gerir a coisa pública, referência nacional em transparência, integridade e combate à corrupção.

Geração de empregos e medidas para alavancar a economia também foram citadas no discurso do prefeito, ao mencionar a nova secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação. Paes também falou da importância de a cidade ter pastas como as secretarias da Mulher, da Pessoa com Deficiência, de Defesa dos Animais e da Juventude e de Ação Comunitária.

– Faremos um governo antirracista.  Essa chaga brasileira e essa dívida que todos temos com séculos de racismo têm que ser superadas de uma vez por todas.  E nós queremos ser exemplo disso – afirmou.

Ao fechar seu discurso, Paes lembrou que ele e seus secretários não pretendem ficar administrando crises e sim buscar saída para ela. Ele encerrou citando versos de Adilson Bispo e Zé Roberto, famosos na voz de Almir Guineto: “Deixe de lado esse baixo astral. Erga a cabeça, enfrente o mal. Que agindo assim será vital, para o seu coração”.

Bruno Rangel

Link

Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA