0

Uma média de 384 copos de água mineral são distribuídos para pessoas em situação de rua, semanalmente, pelo programa Corra pro Abraço, da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado (SJDHDS), chegando a mais de 1500 copos de água no mês. O programa entende a distribuição de água para além do insumo de Redução de Danos, mas como uma forma de promoção de cuidado e bem estar das pessoas em situação de rua. Por isso, é pensada a distribuição de água gelada, especialmente em dias de calor. A água é refrigerada na sede do programa e transportada até os campos em mochilas térmicas, nomeadas de “kit vida”. As equipes do Corra caminham pelas ruas do Centro de Salvador levando orientações, insumos, água e escuta ativa para pessoas que muitas vezes se sentem invisíveis no cotidiano da cidade.

Mais de 17 mil pessoas vivem em situação de rua em Salvador, segundo levantamento realizado pelo Projeto Axé em 2017, com dificuldades de acesso à direitos básicos, inclusive a possibilidade de beber água. A falta de acesso à água potável afeta a qualidade de vida e pode desencadear problemas de saúde. O consumo de água é um hábito fundamental para qualquer pessoa e ainda mais para a redução dos danos físicos provocados pelo uso de substâncias psicoativas. Mas beber água também se trata de bem estar e quem não gosta de um copo de água gelada em um dia ensolarado?

O trabalho informal como o comércio ambulante e a construção de alianças com estabelecimentos e pessoas transeuntes são alternativas que as pessoas encontram para fazer da rua uma forma de sobreviver. Neste contexto, uma prática simples como beber água se transforma em uma conquista diária, pois não existem bebedouros públicos em Salvador.

“Quando a orientação dos órgãos públicos era para ficar em casa, já sabíamos que nosso público ficaria ainda mais isolado e vulnerabilizado, pois ele encontra na rua os recursos de sua sobrevivência. O acesso à água, por exemplo, muitas vezes é viabilizado a partir de ações de solidariedade dos comerciantes. Com tudo fechado, sabíamos que a vida dessas pessoas ficaria ainda mais difícil e não podíamos titubear na intensificação do cuidado. Montamos um plano emergencial e hoje, somamos quase 17 mil atendimentos ao longo dos sete meses de campanha”, afirmou Tricia Calmon, coordenadora geral do Corra pro Abraço.

Nos primeiros meses da pandemia, com a necessidade da quarentena, o esvaziamento das vias evidenciou ainda mais a condição de precariedade das pessoas que vivem em situação de rua, acentuando as vulnerabilidades. O Corra pro Abraço vem atuando neste período de pandemia através da campanha #CorraParaAPrevenção, com ações de intensificação do cuidado das populações vulneráveis, com distribuição de alimentos, itens de higiene e máscara, além de orientações para a prevenção ao Coronavírus. A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) é uma importante parceira do programa, com a doação de 144 caixas de água mineral que complementaram o estoque do programa.

Fonte: Ascom/Programa Corra Pro Abraço

Milena Leal

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Governo institui plano para o desenvolvimento dos recursos

Artigo anterior

Suspensão de recadastramento para aposentados e pensionistas segue até dezembro

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BA