conecte-se conosco

Esportes

Coluna – Pokemón completa 25 anos com novos games |

Redação

Publicado

em

O aniversário de 25 anos de Pokémon, completados no último sábado (27), foi celebrado pela Pokémon Company com a revelação de dois novos jogos, ambos com histórias situadas na fictícia região de Sinnoh. O maior destaque é Pokémon Legends: Arceus. Mas, antes de comentar sobre ele, vale falar do outro título anunciado.

Pokémon Brillant Diamond/Shining Pearl (Switch), com lançamento previsto para o fim deste ano, é o esperado remake da quarta geração, Diamond & Pearl, lançado originalmente em 2006 para o Nintendo DS. Os fãs esperavam pela volta da região de Sinnoh desde Pokémon Omega Ruby e Alpha Saphire que, em 2014, trouxeram de volta a região de Hoenn no Nintendo 3DS. A novidade chega com um detalhe interessante: pela primeira vez, um jogo da série principal (ou remake dele) não está sendo feito pela Game Freak, e sim por um estúdio japonês até então desconhecido, o ILCA. Trata-se de uma cópia quase exata do original, na qual a principal mudança é o visual aprimorado em perspectiva isométrica. Este promete ser o primeiro título do ILCA que, até então, só havia dado suporte a games de companhias diversas, como Ace Combat 7: Skies Unknown, Dragon Quest XI e Yakuza 0. Todo o desenvolvimento será supervisionado pela Game Freak, com a participação dos diretores dos jogos originais Junichi Masuda e Yuichi Ueda.

A Game Freak, vale lembrar, é a criadora original das aventuras de Pikachu e companhia, tendo desenvolvido o primeiro jogo da série, Pokémon Red e Green, publicado pela Nintendo. Com uma fórmula inovadora, o game não só deu sobrevida ao videogame portátil Game Boy, que parecia viver seus últimos anos, como deu início a um império dos negócios que já superou os US$ 100 bilhões de dólares (aproximadamente R$ 560 bilhões).

Pokémon Trainers and Pokémon Leagues

Reprodução Twitter Nintendo of America/Direitos reservados

A receita deu tão certo que a Game Freak a repetiu em todos as sequências, com pequenas modificações e tímidas evoluções de visual. O sucesso de crítica e vendas se manteve. O título mais recente, Sword & Shield, ultrapassou a marca de 20 milhões de unidades, atrás apenas dos clássicos do Game Boy Pokémon Gold/Silver (23,1 mi) e Pokémon Red/Blue (31,68 mi).

Ainda assim, ao menos para os mais antigos fãs, Pokémon cada vez mais parece mais do mesmo. A inovação ficou restrita a outros games licenciados pela Pokémon Company, como Pokémon Snap e mais recentemente Pokémon Go. Da Game Freak, a maior novidade nos últimos anos foi o novo método de captura e encontro de monstrinhos selvagens introduzidas no spin-off Let´s go Pikachu/Let´s Go Eevee. Algumas destes atributos foram depois implementados em Pokémon Sword & Shield e nas expansões Isle of Armor e The Crown Tundra.

Agora, a Game Freak aposta em um novo game derivado para testar novas mecânicas de jogo. Pokémon Legends: Arceus (Switch), previsto para 2022, parece ter buscado inspiração em um outro sucesso da Nintendo, The Legend of Zelda: Breath of The Wild (BotW). A julgar pelo trailer divulgado, a ideia é deixar de lado a mecânica baseada em turnos e apostar em capturas e batalhas em tempo real. Tudo isso em um vasto mapa de mundo aberto da região de Sinnoh (que, por sua vez, é baseada na ilha de Hokkaido, no norte do Japão).

YouTube video

As possibilidades são muitas e há vários anos são discutidas pelos fãs. É fácil se empolgar depois de assistir às imagens exibidas, embora elas mais realçem perguntas do que entreguem respostas sobre o game. Um detalhe, porém, não passou despercebido por muita gente: o visual do game ainda parece aquém do que o Switch é capaz de entregar, vide títulos como Link´s Awakening, Super Mario Odyssey ou o próprio BotW. Essa é, aliás, uma crítica recorrente nos jogos da série, principalmente naqueles mais recentes (e que também recaiu sobre o remake anunciado na semana passada). 

Não mexer em time que está ganhando talvez seja parte do segredo que explica o sucesso da franquia Pokémon ainda nos dias de hoje, capaz de continuar encantando novas gerações de consumidores. Para quem viveu ao máximo a febre Pokémon nos anos iniciais, como eu, é difícil não sentir um certo ceticismo frente a tanto conservadorismo da Game Freak. Torço para que sejamos surpreendidos desta vez.

Guilherme Neto – Apresentador do quadro Fliperama, no programa Stadium, da TV Brasil. A coluna é publicada às quintas-feiras

Link

Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Futebol

Soares comemora conquista da Supercopa da Romênia e projeta disputa por mais um título

Avatar

Publicado

em

Na última quinta-feira (15), o CFR Cluj conquistou a Supercopa da
Romênia em final disputada contra o FCSB. A partida terminou 0x0 no
tempo normal e nos pênaltis, a equipe do volante brasileiro Soares,
venceu por 4×1 e conseguiu o título da competição.

“A sensação de conquistar meu primeiro título pelo Cluj é muito boa e
única, mas não só como eu, toda minha família está contente, todos
estavam na torcida e me ajudaram muito a chegar até aqui.”

A equipe agora volta suas atenções ao Campeonato Romeno, onde está na
reta final e o Cluj está na segunda posição com 64 pontos, um a menos
que o líder, que foi seu adversário na supercopa. Além disso, o campeão
consegue uma vaga nos playoffs da próxima Champions League.

“Agora queremos conquistar mais um troféu que estamos na disputa, temos
mais dez partidas pelo campeonato nacional e cada jogo será uma final,
para sairmos com mais esse título e a classificação para o maior torneio
da Europa.”

Soares tem 32 anos e está atuando em sua primeira temporada no futebol
romeno, antes, nas últimas dez temporadas, o jogador estava no futebol
português em times da primeira divisão. No Brasil, passou pelo Vila
Nova, clube que o revelou.

Continue lendo

Futebol

Caio Rocha fala sobre encerramento antecipado da Liga de Malta e comemora classificação para a próxima Liga Europa

Avatar

Publicado

em

Após um mês de paralização do futebol em Malta por causa da pandemia, a
federação decidiu encerrar de forma antecipada as competições do país.
Com a decisão, o Birkirkara, do atacante brasileiro Caio Rocha, terminou
o campeonato na quarta posição e conseguiu a classificação para a
próxima Liga Europa.

“Não é nada agradável encerrar uma temporada antecipadamente, ainda mais
porque poderia terminar o campeonato da maneira correta. É muito
desgastante psicologicamente para nós jogadores ficar nessa situação
durante um mês sem saber se continuaríamos ou finalizaria a competição.
Tem jogadores que receberão seu salário apenas até o último dia que
treinarem e com isso muitos ficarão com três meses a menos de salários
do que o normal.”

Na temporada passada, o campeonato nacional também terminou de forma
antecipada por causa da pandemia, mas o Birkirkara não se classificou
para a Liga Europa por causa de dois pontos a menos. Na atual, além de
estar na zona de classificação, a equipe estava nas quartas de final da
Copa de Malta.

“A sensação de classificar o time é maravilhosa, sabendo de todo o
trabalho que fizemos na temporada passada e nessa, pois foram muito
parecidas. Tivemos um início muito ruim onde as coisas não davam certo e
perdemos muitos pontos, mas mostramos que somos fortes para superar e
dar a volta por cima, recuperamos e conseguimos terminar classificados.”

Caio Rocha tem 26 anos e foi formado nas categorias de base do Coritiba,
antes de vir ao Brasil, dos 12 aos 14 anos, passou pelo Real Mallorca,
da Espanha. O jogador está na sua segunda temporada no futebol maltês,
onde é titular absoluto e um dos artilheiros do time.

Continue lendo

Futebol

Após acesso com o Londrina, Gedeilson é regularizado pelo Maringá e pode estrear diante do Paraná

Avatar

Publicado

em

Nesta segunda-feira, o lateral-direito Gedeilson completa uma semana desde a sua chegada ao Maringá. Ele foi contratado pelo clube após ser um dos principais destaques na campanha do acesso do Londrina à Série B na última temporada.

Gedeilson fez diversos elogios aos primeiros sete dias em seu novo clube. “Me chamou muita atenção que não existe vaidade. Fui muito bem recepcionado por todos: elenco, comissão técnica, diretoria e colaboradores do clube. Esse bom ambiente é fundamental e te deixa confortável para realizar um bom trabalho. Fiquei muito satisfeito na minha primeira semana como jogador do Maringá”, destacou o atleta de 28 anos.

O nome de Gedeilson já foi publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF. Portanto, ele está apto a estrear pelo Maringá nesta quarta-feira, às 11h, diante do Paraná no estádio Durival Britto. “Minha expectativa é já iniciar como titular e fazer uma boa estreia. É um jogo de boa visibilidade, contra um dos principais clubes do estado. Vim para o Maringá com o intuito de ajudar o clube a reagir no estadual e espero ajudar na busca da primeira vitória do time na competição”, enfatizou o lateral. Em quatro jogos, o tricolor tem dois empates e duas derrotas no estadual.

Apesar de ter atuado no Londrina na última temporada, Gedeilson nunca atuou no Campeonato Paranaense. A força da competição foi um dos motivos que o fizeram acertar com o Maringá. “Já pude conhecer a força do futebol no Paraná com a campanha positiva que tive no Londrina numa competição nacional. Agora terei a oportunidade de jogar no estadual e vim com intuito de fazer história coletivamente e individualmente. No aspecto coletivo, vou me doar ao máximo para ajudar o Maringá a atingir suas metas e no aspecto individual estou preparado para ser um dos melhores laterais do Paranaense”, concluiu.

Continue lendo

TENDÊNCIA