Conecte-se conosco

Esportes

Cirquito mundial de caratê retorna após um ano parado

Publicado

em

A partir de sexta-feira (12), acontece a etapa da Premier League de Caratê de Istambul. O torneio marcará o retorno do circuito mundial depois de um ano de paralisação pela pandemia do coronavírus (covid-19). O Brasil estará representado pela dupla Valéria Kumizaki (categoria até 55kg) e Vinícius Figueira (no peso até 67 kg). Nos últimos dez dias, a equipe está participando de um camping internacional de treinamentos na cidade de Aranđelovac, na Sérvia, com integrantes da comissão técnica da Confederação Brasileira da modalidade (CBK). “O Vinícius vem de uma lesão. O trabalho que fizemos com ele foi focado na recuperação, mas eu também participei diretamente de atividades técnicas com ele. A Valéria pôde lutar com atletas de um nível legal nesse período. Tivemos também o cuidado com a questão burocrática das fronteiras. Atualmente a Turquia não está autorizando a entrada de brasileiros vindos diretamente do nosso país. Mas saindo daqui, depois de cumprimos todos os protocolos, não teremos problemas” esclareceu Diego Spigolon, coordenador técnico da CBK, à Agência Brasil.

Ainda por causa da pandemia, existe muita incerteza sobre o real nível técnico da disputa desse final de semana. “É um retorno. Não sabemos exatamente como as coisas vão acontecer. Já observamos a relação de inscritos. As categorias estão com uma quantidade grande de atletas. Mas várias delas não completaram o limite máximo de 64 participantes como ocorria antes da pandemia. Tive também uma conversa com a treinadora da Sérvia. E ela me falou que 12 lutadores inscritos não irão participar do evento. Eles consideraram que não seria a melhor estratégia. Mas os líderes do ranking olímpico estão inscritos. A gente aposta que a competição vai ser bastante forte”, prevê o coordenador.

Depois da competição da Turquia, o circuito seguirá com a etapa de Lisboa. Conforme foi divulgado na manhã desta terça-feira (9) pela Federação Internacional da modalidade (WKF), a capital portuguesa receberá entre os dias 30 de abril e 2 de maio a etapa da Premier League que substituirá o torneio de Rabat, no Marrocos. O evento africano estava programado para março de 2020, mas  foi adiado por causa da pandemia e agora está agendado para o mês de outubro, depois da Olimpíada de Tóquio.

 

Além dos torneios oficiais do circuito mundial da Turquia e de Portugal, ainda devem contar pontos para o ranking olímpico que fecha no final de maio o Campeonato Europeu (em maio na Croácia) e o Qualificatório Mundial (de junho na França).   

Nos Jogos de Tóquio, no kumite, (combate) , serão disputadas três categorias no masculino (-67 kg, -75 kg e +75 kg). Entre as mulheres, as categorias serão -55kg, -61kg e +61kg. Ocorrerá também a competição de kata (técnicas de ataque e defesa simuladas) .

O atleta nacional mais próximo de confirmar a vaga é Vinícius Figueira. Na verdade, ele já tinha a vaga. Mas a WKF acabou modificando a decisão por causa da pandemia do coronavírus (covid-19) e, depois da mudança, o brasileiro precisará de mais pontos para se garantir. Atualmente, ele é o quarto colocado no ranking olímpico da categoria até 67 kg, com 6832,5 pontos. “A nossa ideia é que ele consiga a classificação pelo critério do ranking. Para isso ele precisa ficar entre os quatro primeiros. Hoje, inclusive, o Vinícius está dentro. Já a Valéria tem alguma chance de ingressar pelo critério continental pela medalha de ouro dos Jogos de Lima. Mas tudo indica que ela terá que participar do torneio qualificatório em Paris”, finaliza Diego Spigolon.



Juliano Justo – Repórter da Tv Brasil e da Rádio Nacional

Link

Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA