0

A  Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) apresentou o calendário de competições e eventos da temporada 2021. A primeira de 21 etapas do Circuito Profissional – feminino e masculino – será na Bahia, nos dias 23 e 24 de janeiro. No total, serão 21 eventos distribuídos por dez estados das  nas regiões  Norte, Nordeste, Sul e Sudeste.  

Entre as novidades do ano que vem, estão o Circuito de Stand-UP Paddle (SUP) Wave e o Brasileiro de Surf Adaptado. Quanto à premiação, é provável que seja mais alta que na temporada anterior.

“Certamente a premiação do profissional vai aumentar. Atualmente é de R$ 80 mil, dividida igualmente entre masculino e feminino, mas queremos melhorar ainda mais e estão previstas cinco etapas, garantindo aos atletas mais eventos importantes”, afirmou Adalvo Argolo, presidente da CBSurf em nota divulgada no site da entidade. 

O surfe brasileiro masculino, ao lado do australiano, lidera o número de atletas na temporada 2020/21 do Circuito Mundial, que começou ontem (7), em Pipeline, no Hawaii (Estados Unidos), após meses sem competições devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). São eles: Italo Ferreira, Gabriel Medina, Filipe Toledo, Caio Ibelli, Peterson Crisanto, Yago Dora, Jadson Andre, Adriano de Souza, Alex Ribeiro, Miguel Pupo e Deivid Silva. E para disputar com os melhores do mundo, todos começaram pelas competições nacionais.  E o calendário 2021 inclui o que pode ser um celeiro de novos talentos: o Circuito do CBSurf Júnior.

“Teremos quatro etapas, todas com três dias para abranger mais atletas, porque muitos ficavam de fora e nosso objetivo é incentivar a revelação e formação dos novos atletas” explicou Argolo. E ainda adiantou: “Vamos contemplar todas as categorias e já estamos em entendimento também para provas de SUP Race e de bodyboarding”.

No ano que vem, o surfe estreia como modalidade nos Jogos Olímpicos de Tóquio. E os brasileiro tem tudo para brilhar na competição. Estão classificados Italo Ferreira, atual campeão mundial da World Surf League (WSL) e do ISA World Surfing Games (este realizado no Japão); Gabriel Medina, bicampeão mundial da WSL; Tatiana Weston-Webb, bicampeã mundial júnior da ISA e Silvana Lima, atual medalha de prata no ISA Games, em ondas japonesas.



Agência Brasil

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Procon-SP encontra diferença de até 174% em listas de material escolar

Artigo anterior

Ministro diz que vai adquirir todas as vacinas seguras contra

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Esportes