0

Foto: Divulgação

No quarto mês de programação digital, o Cineclube Osba escolheu para outubro o documentário brasileiro ‘Torre das Donzelas’ (2018), que revisita o período em que o Brasil vivia sob uma ditadura militar a partir de um grupo de ex-presas políticas. O filme estará disponível para o público a partir das 10h do dia 27 e até as 19h do dia 28 de outubro, com link a ser divulgado nas redes sociais da Osba.

A Live Debate sobre o documentário está marcada para o dia 28, às 19h, com a presença da diretora Susanna Lira, da compositora da trilha musical Flávia Tygel, além do violoncelista da Osba Ygor Ghensev, que também é compositor para cinema, e do professor e pesquisador da Ufba Guilherme Maia, coordenador do Laboratório de Análise Fílmica (LAF). A Live Debate terá transmissão ao vivo no canal da Osba no Youtube.

A música no cinema

O Cineclube Osba é um projeto de extensão da Sinfônica da Bahia em parceria com o Laboratório de Análise Fílmica (LAF) da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (Ufba), e existe desde abril de 2019. A iniciativa tem como objetivo estreitar as relações entre a música sinfônica e a sétima arte, sendo os debates sempre formados por um músico da Osba e um pesquisador de cinema do LAF ou indicado pelo laboratório.

Com a sua versão digital, o Cineclube Osba tem tido oportunidade de expandir o debate sobre a música no cinema ao convidar os realizadores das obras, refletindo tanto sobre a importância estética da música na narrativa fílmica quanto sobre campo de trabalho deste compositores para obras audiovisuais.

Torre das Donzelas

O filme relata um grupo de mulheres revisitando sua história 40 anos após serem presas durante a ditadura militar na penitenciária feminina de Tiradentes, em São Paulo, que ficou conhecida como Torre das Donzelas. O documentário rompe com décadas de silêncio e visa recuperar as memórias dessas mulheres e do seu passado militante, a fim de compreender como este período se reflete no país que estamos vivendo hoje.

Torre das Donzelas foi bastante premiado nos festivais por onde circulou, tendo ganhado o Prêmio Especial do Júri no Festival de Brasília em 2018 e o Prêmio de Melhor Documentário no Festival de Cinema do Rio de Janeiro, também em 2018.

Osba

Criada em 30 de setembro de 1982, a Osba é um corpo artístico do Teatro Castro Alves e que teve o processo de publicização consolidado em abril de 2017. Desde então, a Associação Amigos do Teatro Castro Alves (ATCA) – entidade sem fins lucrativos qualificada como Organização Social (OS) – realiza a gestão da Osba, que permanece como corpo artístico público, sendo mantida com recursos diretos do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura (Secult).

Fonte: Ascom/Osba

Luana Marinho

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Saúde planeja incentivo para ações em prol de alimentação

Artigo anterior

Infraestrutura entregará planos de estratégia logística para até 2050

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BA