0

O Cineclube Osba, projeto da Orquestra Sinfônica da Bahia que lança luz sobre a música no cinema, escolheu neste mês de novembro o clássico filme de horror “Os pássaros” (1963), de Alfred Hitchcock enquanto indicação para o público assistir antes do debate virtual com músicos da orquestra e pesquisadores de música e cinema. A live debate deste mês acontece no dia 11 de novembro, às 19h, e contará com a presença de Thomaz Rodrigues, chefe do naipe de violoncelos da Osba; e Lucas Ravazzano, professor e pesquisador na área de análise fílmica. O bate-papo também tem como objetivo discutir os limites da música de concerto contemporânea a partir da trilha musical do filme, de autoria de John Cage, compositor estadunidense pioneiro da música eletroacústica e do uso de instrumentos não convencionais na música de concerto. A Live Debate terá transmissão ao vivo no canal da Osba no Youtube.

Sobre o filme

Para assistirem ao filme, o Cineclube Osba recomenda a consulta ao site Just Watch para que os interessados em assistir ao filme encontrem a melhor plataforma para acessar o conteúdo e assistam antes da Live Debate que será realizada no dia 11. “Os Pássaros” (1963), do cineasta britânico Alfred Hitchcock, trata de um estranho acontecimento na pacata cidade de Bodega Bay, na Califórnia, na qual milhares de pássaros se instalam na localidade e começam a atacar as pessoas. Possui trilha musical do compositor estadunidense John Cage, um dos principais nomes da vanguarda da música instrumental na segunda metade do século XX.

Sobre o Cineclube Osba

O Cineclube Osba é um projeto de extensão da Sinfônica da Bahia em parceria com o Laboratório de Análise Fílmica (LAF) da Faculdade de Comunicação da UFBA e existe desde abril de 2019. Tem como objetivo estreitar as relações entre a música sinfônica e a sétima arte, sendo os debates sempre formados por um músico da Osba e um pesquisador de cinema do LAF ou indicado pelo laboratório. Desde julho de 2020, em sua modalidade virtual, têm realizado ricos debates sobre composição para o audiovisual, que além de trazer músicos e pesquisadores, têm agregado os realizadores das obras. Os debates sobre a animação baiana “Ritos de Passagem”, com a presença da roteirista Alba Liberato, de setembro; e sobre o documentário brasileiro “Torre das Donzelas”, com presença da diretora Susanna Lira e da compositora Flávia Tygel, de outubro, poder ser assistidos no canal da Osba no Youtube.

A Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), criada em 30 de setembro de 1982, é um corpo artístico do Teatro Castro Alves e que teve seu processo de publicização consolidado em abril de 2017. Desde então, a Associação Amigos do Teatro Castro Alves (ATCA) – entidade sem fins lucrativos qualificada como Organização Social (OS) – realiza a gestão da Osba, que permanece como corpo artístico público, sendo mantida com recursos diretos do Governo do Estado da Bahia, através da sua Secretaria de Cultura (SecultBA).

Milena Leal

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Fertimaxi amplia unidade industrial em Conceição do Jacuípe

Artigo anterior

Mais de 48 quilômetros da BA-314 serão pavimentados em Jaguarari

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BA