0

Para celebrar e prestigiar os participantes contemplados no programa Centelha Bahia, a Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb) vai realizar um Workshop, nesta segunda-feira (21), às 15h, de forma virtual, no canal do YouTube da Secti. Na ocasião, que vai contar com a presença da secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Adélia Pinheiro, do diretor da Fapesb, Márcio Costa e do representante da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Marcelo Camargo, haverá divulgação de cinco empresas contempladas pela parceria da Fapesb com Vilage Marcas e Patentes, através de uma apresentação de Laêmia Gondim, além de depoimentos por parte dos participantes contemplados. 

De acordo com Adélia Pinheiro, este é um momento que precisa ser celebrado. “Apesar das circunstâncias que exigem isolamento social, em virtude da pandemia da Covid-19, não poderíamos deixar que a conclusão das etapas de seleção passasse em branco. Por isso, estaremos de maneira segura e virtual, celebrando, conversando e tirando dúvidas dos 18 contratados iniciais do Programa Centelha Bahia, um programa que tem importância fundamental para o Estado, no sentido não só de mover a economia, mas também de criar oportunidades para que pessoas que antes não tinham este acesso, agora possam receber financiamento e acompanhamento para desenvolver seu próprio negócio”, disse.  

Márcio Costa relembra do que se trata o programa e afirma que a segunda edição está muito próxima de ser lançada. “O Centelha Bahia contou com cerca de mil propostas inscritas no ano passado e vai conceder aos participantes, provenientes dos municípios de Salvador, Ilhéus, Feira de Santana, Paulo Afonso, Guanambi e Itajuípe, recurso financeiro de R$ 60 mil para que possam desenvolver seus trabalhos. Além disso, a Fapesb conseguiu captar mais recursos, na ordem de R$ 2,2 milhões, para o lançamento de uma segunda edição do programa em 2021, através do Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores, da Finep. A previsão é que o edital seja lançado em março de 2021, após os trâmites das próximas etapas de seleção”, declarou.  

O Programa Centelha é resultado de uma ação cooperada de parceiros do Ecossistema de Inovação. Na Bahia, a execução do projeto é da Fapesb, que é vinculada à Secti, enquanto no âmbito federal fica por conta da Finep e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTIC). São também apoiadores o Conselho das Fundações de Amparo (Confap), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e a Fundação CERTI.

Fonte: Ascom/ Secti

Pamela Simplício

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

BNDES vai financiar R$ 3 bi para exportação de aviões

Artigo anterior

Conab: café terá safra recorde em 2020

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BA