Conecte-se conosco

BA

Bahia recebe mais de 376 mil doses de vacina contra a Covid-19

Publicado

em

Bahia recebe mais de 376 mil doses de vacina contra a Covid-19

Foto: Alberto Maraux/SSP

A tão esperada vacina contra a Covid-19 já está em solo baiano. As 376.600 doses da Coronovac – imunizante desenvolvido pelo Instituto Butantã, em parceria com a empresa chinesa Sinovac Biotech – chegaram em voo comercial ao Aeroporto de Salvador, às 22h20 desta segunda-feira (18).

Em seguida, a carga foi encaminhada para a sede do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer). No local está montada uma estrutura para recebimento e armazenamento temporário do imunizante, sob os cuidados de técnicos da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab).

Conferência e separação já foram iniciadas a fim de viabilizar o envio para o interior do estado, por meio de sete aeronaves, que vão aterrissar em cidades-polo de diferentes regiões do estado. Nesses locais, 243 caminhões, vans e outros veículos farão o transporte do imunizante para os demais municípios.

A professora Dora Tourinho fez questão de ir ao Aeroporto de Salvador para acompanhar o aterrissagem do avião que trouxe a vacina. “O sentimento é de gratidão a Deus. Depois de um ano tão difícil, ver a chegada dessa vacina é uma esperança para a gente”, contou.

Vacinação

Os imunizantes, que são suficientes para vacinar inicialmente cerca de 188 mil baianos, serão aplicadas na população enquadrada na primeira das quatro fases do plano de vacinação. São profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 e em unidades de saúde de urgência e emergência, idosos que vivem em instituições de longa permanência, indígenas e comunidades tradicionais.

A primeira pessoa a ser vacinada na Bahia receberá a primeira dose da Coronavac na manhã desta terça-feira (19), no Hospital Santo Antônio, que fica no Largo de Roma, na capital baiana. O governador Rui Costa irá acompanhar o início da vacinação no estado.

A bula da Coronavac aponta um intervalo de 14 a 28 dias entre a primeira e a segunda dose e, por isso, é imprescindível que o cidadão a ser vacinado leve o cartão de vacinação.

Vacinas diferentes, desenvolvidas por laboratórios diferentes e com diferentes posologias, serão aplicadas no Brasil e é o cartão de vacinação que vai garantir que a segunda dose aplicada seja a mesma que a primeira e no prazo indicado. Caso não possua um, o cidadão irá receber um novo cartão com a indicação de qual vacina contra a Covid-19 recebeu.

Repórter: Renata Preza

Luana Marinho

Link

Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA