0

Em seu primeiro ano de funcionamento, ferramenta já conta com mais de 109 mil pessoas cadastradas para retirada de medicamentos

O aplicativo “Remédio Agora”, implantado pelo Governo do Estado para facilitar a retirada de remédios de “alto custo” nas Farmácias de Medicamentos Especializados, superou a marca de meio milhão de agendamentos.

Lançada em setembro de 2019, a ferramenta avisa sobre a disponibilidade de remédios, permite que o paciente agende a data e o horário para retirada de medicamentos e, ainda, o reagendamento se a pessoa não puder comparecer.

Em seu primeiro ano de funcionamento, o aplicativo já acumula 109,6 mil cadastros e 513,9 mil agendamentos. A meta é que o sistema seja adotado por todos os pacientes das farmácias cadastradas, pois facilita as rotinas do paciente e das unidades.

Em média, o uso do app reduz em 25% o número de pessoas dentro de cada farmácia. Além disso, os agendamentos também reduzem o tempo de espera: em cerca de 15 minutos, o paciente sai do serviço com seu medicamento em mãos.

Em meio à pandemia, o “Remédio Agora” também contribui com as medidas de prevenção da COVID-19, agilizando o atendimento e evitando aglomerações.

Na capital, o aplicativo está disponível nas farmácias Maria Zélia, Várzea do Carmo e Vila Mariana, que correspondem a 70% do total de usuários e 77% dos agendamentos. No Alto Tietê, foi implantado em Mogi das Cruzes; também já está disponível em Campinas e Ribeirão Preto, no interior de SP.

No app, o usuário pode programar a ida à farmácia e, com poucos “cliques”, selecionar os remédios que utiliza e marcar data e horário viáveis para retirá-los. Ao chegar na farmácia, basta clicar no botão digital “cheguei”, no próprio app, para confirmar a presença. Também é possível fazer a confirmação por meio de totens instalados nas unidades.

O Remédio Agora permite ainda o agendamento da renovação do pedido para obtenção do remédio. Assim, o usuário consegue cadastrar a data de retorno à farmácia para apresentar documentos pessoais, exames e receita atualizada para a nova solicitação.

“Esse aplicativo nos ajuda a atender a população com qualidade e agilidade para quem utiliza esses medicamentos especializados. Além de ser prático, é uma ferramenta que auxilia na prevenção da COVID-19 ao reduzir deslocamentos e tempos de permanência em espaços comuns”, diz o secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn.

O aplicativo foi desenvolvido gratuitamente pela empresa Duosystem, especializada em inteligência e inovação e saúde, em parceria com a Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo).

Como utilizar

O app está disponível no Google Play para instalação em smartphones com sistema Android e na App Store, para quem utiliza iOS. É necessário ter acesso à internet para utilizá-lo.
Depois de instalar o aplicativo, o usuário deve cadastrar dados pessoais, como número do cartão SUS, data de nascimento e e-mail (não é obrigatório).

É preciso que o paciente já tenha feito uma primeira retirada na farmácia, pois o cadastro também requer o código do Recibo de Dispensação do Medicamento (número localizado no canto inferior direito do documento entregue na unidade). O cidadão deverá criar uma senha, que é sigilosa e precisa ser guardada para acessos posteriores.

O app indica a data do último comparecimento. O retorno deve ser marcado no intervalo de 30 dias, com uma margem de até três dias antes e três dias depois, para que o paciente possa manter a regularidade do tratamento.

Ricardo Macario

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Feira de São Cristóvão tem funcionamento normal no Dia da Consciência Negra

Artigo anterior

Prefeitura do Rio oficializa gestão do Museu do Amanhã

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em SP