0

“A importância do Acordo Ambiental São Paulo no cenário internacional” foi o tema do encontro do SP Global Meetings, promovido nesta segunda-feira (19) pela Secretaria de Estado de Relações Internacionais.

O encontro online teve como mediador o secretário de Relações Internacionais, Julio Serson, além da participação de Denise Hamú, representante do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente no Brasil (Pnuma), Patrícia Iglecias, diretora-presidente da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), Gilles Pecassou, encarregado de Negócios da Embaixada da França no Brasil, e Lisa Weedon, Cônsul-Geral Interina do Reino Unido em São Paulo.

Patrícia Iglecias lembrou que o Acordo Ambiental São Paulo foi assinado em novembro de 2019, com 55 aderentes, representando empresas, associações e setores com atuação no Estado de São Paulo, número que saltou para 130, em setembro de 2020.

Critérios

A gestora explicou que um dos objetivos da ação é estabelecer, junto com o setor privado, critérios para as empresas apresentarem dados de emissões, metas e avanços. Nesse sentido, chamou a atenção para a criação da Câmara Ambiental de Mudanças Climáticas, na estrutura da Cetesb, que já tem dois grupos de trabalho formados: Ferramentas e Boas Práticas.

“O Acordo Ambiental SP é um plano coletivo, que integra os setores público, privado e a Academia”, salientou Patrícia Iglecias. Ela observou que a Secretaria de Relações Internacionais, o Pnuma, a França e o Reino Unido são parceiros nas questões ambientais. A diretora-presidente adiantou que São Paulo pretende ter um espaço na COP 26, que acontecerá em Glasgow, em 2021, para apresentar os avanços na redução das emissões de gases de efeito estufa (GEEs).

Atuação

Ela enfatizou que a Companhia Ambiental paulista vem ampliando suas frentes de atuação. O programa Cetesb de Portas Abertas é um exemplo de mudança de abordagem por parte da Companhia. “Que possamos alcançar o que almejamos caminhando juntos, setores público e privado, em prol do meio ambiente”, concluiu.

Os participantes foram unânimes também em reconhecer a importância das parcerias e da união de esforços. Eles enfatizaram a liderança do Governo do Estado no país, em especial nas questões ambientais, e o avanço significativo representado pelo Acordo Ambiental São Paulo.

Para Gilles Pecassou, o estado paulista tem um papel fundamental de mostrar ao mundo que, do lado brasileiro, há uma vontade e um esforço para o País integrar a luta para o cumprimento do Acordo de Paris.

Lisa Weedon reafirmou o comprometimento das empresas britânicas, estabelecidas em São Paulo, e ofereceu o apoio para novas iniciativas. Denise Hamú estimulou a criação de um grupo de estados brasileiros, liderados por São Paulo, para trabalhar em prol da proteção climática, no país.

Investimentos

O secretário Julio Serson, que vem desenvolvendo importante escopo de reforçar relações entre São Paulo e outros países, de forma a atrair investimentos estrangeiros, ressaltou que o Governador João Doria tem dado ênfase especial à proteção ambiental no estado, mostrando que crescimento econômico e sustentabilidade devem caminhar juntos.

Patrícia Iglecias enfatizou, ainda, o apoio do secretário Júlio Serson e destacou o papel de porta-voz internacional do Acordo Ambiental São Paulo. A seguir, a diretora presidente da Cetesb reforçou a ideia de união entre os estados brasileiros, com o objetivo de colocar o país na agenda de sustentabilidade mundial. “Devemos ter o Brasil na agenda ambiental, que é um compromisso com a vida para as presentes e futuras gerações”, concluiu.

Gustavo Aleixo

Link

Redação
Leia no Portal RBN como mais notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://portalrbn.com.br

Saiba como contribuir com o 7º Plano Estadual de Recursos Hídricos

Artigo anterior

Prefeitura retoma serviços presenciais na secretaria da Pessoa com Deficiência e Tecnologia (SMDT)

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em SP