Take a fresh look at your lifestyle.

Vício de bronzeamento artificial faz mulher perder pedaço do rosto

0 896

muitas mulheres optam por já chegar à praia com o bronzeado em dia, com a ajuda do bronzeamento artificial. Contudo, um estudo de 2017descobriu que o vício nesse tipo de procedimento pode levar ao câncer de pele, sintomas depressivos, entre outros problemas de saúde.

Essas informações merecem bastante atenção, uma vez que, segundo a Skin Cancer Foundation, as pessoas que usam uma cama de bronzeamento antes dos 35 anos aumentam em 75% o risco de melanoma – a forma mais letal de câncer de pele.

Uma mulher norte-americana é exemplo disso. Carrie Doles, de 34 anos, tornou-se uma estatística depois que seus anos de dependência de bronzeamento a levaram ao diagnóstico de câncer de pele. O problema foi tão grave que ela tem um buraco em seu rosto.

Foto reprodução

“Tornou-se um vício. Se eu perdesse um dia sequer, ficava deprimida”, relatou à estação de notícias WFLD, de Chicago.

Carrie começou a se submeter ao bronzeamento artificial quando era universitária. No entanto, após a faculdade, ela começou a notar pequenos pontos em sua perna, e foi informada por seu médico que tinha carcinoma basocelular.

Com o diagnóstico, ela teve o câncer removido e foi instruída a parar de usar as camas de bronzeamento. “Eu não dei atenção ao aviso dele, então continuei a bronzear depois disso.”

Mais diagnósticos pela frente

Aos 26 anos, ela notou uma pequena mancha no rosto, mas optou por adiar a consulta com o médico. “Apenas deixei para lá”, disse ela. Quando procurou um profissional logo antes de seu casamento, ela descobriu que a pequena lesão era um câncer que havia se espalhado rapidamente por sua pele.

Ela fez uma cirurgia para removê-lo, mas o resultado foi um buraco na lateral de seu rosto. “Eu ouvi cortando minha pele. Quando finalmente disseram que as células cancerosas haviam sido removidas, fiquei com um enorme buraco na face”, revelou.

Foto reprodução

Seus problemas de saúde, contudo, não terminaram por aí. Nos anos seguintes, ela teve diagnóstico de câncer de pele pela terceira vez e acredita que isso que continue a se repetir ao longo dos anos. “É mais do que provável que eu tenha outros casos de câncer de pele. Agora que já tive, meus riscos são muito altos”, disse Doles.

Atualmente Carrie não freqüenta mais as camas de bronzeamento, usa protetor solar diariamente e precisa se manter longe do sol. “Não vale a pena. Não vale a pena morrer por querer ter um bronzeado”, disse ela.

Fonte:womenshealth

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.